Slackware

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 21 (5193 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 5 de junho de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA



SISTEMA OPERACIONAL
SLACKWARE

Sabará, 10 de dezembro de 2012

Sumário

1. Introdução 3
2. O Slackware 3
3. As Origens 4
4. Requisitos de hardware: 5
5. Instalação 5
6. Operações Básicas do Slackware 12
7. Vantagens e Desvantagens 13
8. O diretório raiz / 14
9. Conclusão 15

1. Introdução
À primeiravista, o Slackware parece ser um sistema extremamente complicado. Ele é uma das poucas distribuições Linux que ainda não possui instalador gráfico e toda a configuração do sistema é feita manualmente, com a ajuda de alguns poucos scripts simples de configuração. Entretanto, o Slackware oferece uma estrutura de arquivos de configuração e de pacotes muito mais simples que outras distribuições, o que otorna ideal para entender mais profundamente como o sistema funciona.
Se as distribuições fossem carros, o Slackware seria o Fusca. Ele não possui nenhum dos confortos encontrados em outros carros atuais, mas, em compensação, possui uma mecânica extremamente simples, o que também o torna fácil de modificar e de consertar. É justamente por isso que o Slackware possui tantos fãs, apesar da idadeavançada. Ele é complicado na superfície, porém simples e confiável no interior.
2. O Slackware
As distribuições Linux são um bom exemplo da ação da lei de seleção natural. Novas distribuições surgem praticamente a cada dia, mas poucas continuam ativas por mais do que alguns meses. O motivo é bastante simples: qualquer um com conhecimentos técnicos suficientes pode criar uma nova distribuição,tomando como base alguma já existente. Entretanto, apenas as que conseguem reunir um grupo suficientemente grande de usuários e desenvolvedores, conseguem sobreviver a longo prazo.
Conforme o Linux passou a ser usado por cada vez mais pessoas e a atingir usuários com cada vez menos conhecimentos técnicos, as distribuições foram se tornando também cada vez mais fáceis de usar, atendendo ao públicoque quer apenas usar o micro, sem perder tempo configurando o sistema ou resolvendo problemas. Desde que não exista nenhuma incompatibilidade com o hardware da máquina, ou algum outro imprevisto, muitas distribuições praticamente se instalam sozinhas.
Entretanto, é bem provável que esteja interessado em se aprofundar e entender como o sistema funciona por baixo da superfície. É nesse ponto quechegamos ao Slackware, que, justamente por ser uma das distribuições mais espartanas, abre brecha para falar sobre muitos detalhes que passariam despercebidos por uma distribuição mais automatizada.
À primeira vista, o Slackware parece ser um sistema extremamente complicado. Ele é uma das poucas distribuições Linux que ainda não possui instalador gráfico e toda a configuração do sistema é feitamanualmente, com a ajuda de alguns poucos scripts simples de configuração. Entretanto, o Slackware oferece uma estrutura de arquivos de configuração e de pacotes muito mais simples que outras distribuições, o que o torna ideal para entender mais profundamente como o sistema funciona.
Se as distribuições fossem carros, o Slackware seria o Fusca. Ele não possui nenhum dos confortos encontrados emoutros carros atuais, mas, em compensação, possui uma mecânica extremamente simples, o que também o torna fácil de modificar e de consertar. É justamente por isso que o Slackware possui tantos fãs, apesar da idade avançada. Ele é complicado na superfície, porém simples e confiável no interior.
Ele é também uma distribuição interessante para uso em PCs com poucos recursos, já que usa configuraçõesbastante otimizadas na compilação dos pacotes e mantém poucos serviços ativos por padrão. Ele é uma das poucas distribuições que ainda podem ser utilizadas sem grandes percalços em micros com apenas 128 MB de memória RAM.
3. As Origens
O Slackware é o exemplo mais proeminente de "distribuição de um homem só". Ele foi desenvolvido desde o início por uma única pessoa, Patrick Volkerding, que...