Sivicultura

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 43 (10610 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 30 de março de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE REGIONAL DE BLUMENAU

DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA FLORESTAL
SILVICULTURA II

SILVICULTURA DE ESPÉCIES FLORESTAIS EXÓTICAS


Nome Comum: Grevilha


Nome Científico: Grevilha robusta



Família: Protoaceae


Área de Ocorrência

A área de ocorrência natural da Grevilha situa-se na Austrália entre 25º e 29º ( 36º) S, em Queensland e Nova Gales do Sul.Fitofisionomia

Árvore perenifólia, atinge alturas de 30 a 35 m e DAP de 50 a 60 cm. O tronco é geralmente retilíneo e bastante cilíndrico, tendo, porém, tendência para bifurcações. A copa é geralmente alongada, estreita e consideravelmente rala. A casca é cinzento-escura, bastante sulcada e gretada. Grevilha forma um sistema radicular bastante profundo.


Sítio

A grevilha em sua região deocorrência natural desenvolve-se em florestas pluviais de regiões costeiras, juntamente com Eucalyptus sp. freqüentemente também em pequenos povoamentos puros.

A espécie desenvolve-se de preferencia em solos levemente úmidos até úmidos, de natureza franco-arenosa com valores PH entre 5 a 7. Parece igualmente aceitar solos arenosos e com bastante cascalho. Desenvolve-se também em solos poucoprofundos e inundados, apresentando então baixo crescimento e troncos mal-formados.


Clima

A temperatura na área de ocorrência natural varia entre 13º e 21ºC; a árvore desenvolve-se, porém, igualmente sob temperaturas médias mais baixas ou mais elevadas, sendo considerada relativamente resistente a geadas. Também no que tange á precipitação, a grevilha apresenta um elevado grau deadaptação. Na Austrália desenvolve-se em regiões de precipitação entre 1.200 e 1.500mm. Parece não tolerar precipitações superiores a 2.500mm.


Silvicultura

Espécie heliófila, que apresenta boa regeneração natural, especialmente em terrenos abertos e cultivados. Em regiões semi-áridas é particularmente apropriada para florestamentos destinados á produção de lenha; nos trópicos é igualmenteutilizada como espécie de povoamento precursor, assim como árvore sombreadora em plantações de chá e de café.

1. Sementes
2. Quantidade/Kg - 70.000 a 110.000
3. Poder Germinativo: 60 a 80%.
4. Armazenamento: - Baixas temperaturas
5. Baixa umidade do ar
6. Germinação : 20 a 28 dias após semeadura
7. Produção de Mudas - Regas regulares durante a fase germinativa sãoabsolutamente indispensáveis. As raízes pivotantes de desenvolvimento muito rápido deverão ser podadas periodicamente durante a permanência no viveiro. Após 6 a 12 meses ( tendo as mudas uma altura aproximada de 25 a 35 cm ), o material pode ser transplantado tanto em recipientes como com raízes nuas.
8. Crescimento e Produção
O crescimento varia bastante de acordo com os locais deplantio, tendo um incremento volumétrico anual de 20 a 30 m3/ha.


Utilização

A madeira, de coloração marron-acastanhada, apresenta desenhos de muita beleza especialmente na zona dos nós. É dura, moderadamente pesada ( R15 = 0,56 g/cm3 ), elástica e de baixa durabilidade.

Na Austrália a madeira é utilizada para construção de interiores, mobiliário, laminados e na marcenaria artística. Éigualmente utilizada para parquetes e soalhos. Além disso, Grevilha é utilizada na industria de compensados e, mistura com madeira de fibras longas, também na indústria de celulose.

Esta madeira desempenha também papel de grande importância como material energético de alta qualidade, especialmente em regiões semi-áridas.

Adaptado de:

9. Lamprecht, H. Silvicultura nos trópicos. GTZ,Eschoborn, 1990, pg. . 296-297.

Nome comum : Eucalyptus



Nome Cientifico : Eucalyptus sp.


Família : Myrtaceae


Aspectos gerais

O gênero Eucalyptus pertence à família das mirtáceas ( sub-familía das leptospermoideae), amplamente difundida nos trópicos. Este gênero, porém, está quase totalmente circunscrito à flora australiana.

Os Eucalyptus distinguem-se pela constituição das...
tracking img