Sistemas e programs utilizados na \area de movimentação e armazenagem de materiais

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2671 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
AVALIAÇÃO DO GÁS NATURAL

CURITIBA. PARANÁ
2012


AVALIAÇÃO DO GÁS NATURAL

Trabalho apresentado na disciplina de gerenciamento de compras e patrimônio1°periodo, do Curso de Logística da Faculdade integrada camões. Professora mestre, Silvana Maria Travassos.

CURITIBA PARANÁ
2012
INTRODUÇÃO
Na realização deste trabalho do curso de Logística, estamos realizando na Empresa GoetezeLobato Engenharia mais precisamente no setor ECC.
Estaremos falando sobre um produto que aos poucos esta tomando conta de grande parte do mercado relacionado às novas fontes de energias, que é o Gás Natural. O gás natural conquista uma participação cada vez maior na matriz energética brasileira. Em todo o mundo, as atenções têm se voltado para tal combustível, não somente pelo seu potencial deprover estabilidade ao sistema elétrico e mitigar o risco hidrológico através da operação das usinas térmicas para geração de eletricidade, mas também pelos inquestionáveis benefícios ambientais que o gás natural apresenta frente a outras opções fósseis.
Este trabalho surgiu a partir da motivação para esclarecer ao público em geral, especialmente aos cidadãos curitibanos, alguns desses benefícios –reduções de emissões de dióxido de enxofre (SO2), óxidos de nitrogênio (NOX), material particulado e dióxido de carbono (CO2), mensurando tais benefícios, sempre que possível.
O gás natural é uma mistura de hidrocarboneto leves encontrada no subsolo, na qual o metano tem uma participação superior a 70 % em volume. A composição do gás natural pode variar bastante dependendo de fatores relativos aocampo em que o gás é produzido, processo de produção, condicionamento, processamento, e transporte.
Segundo o que diz a Compagás, Campânia paranaense de gás natural que o uso do gás natural para geração em horário de ponta pode ser uma solução para consumidores industriais e comerciais para garantir a redução de custos nas horas do dia em que o preço da energia elétrica é maior, no chamadoHorário de Ponta. Pela alta demanda nestes horários – no Paraná, o horário considerado de ponta é das 18h às 21h – as concessionárias de energia elétrica cobram tarifas até sete vezes mais elevadas, de modo a não incentivar o consumo e garantir o equilíbrio entre a oferta e a demanda de energia.
Com esta situação, alguns consumidores, como edifícios comerciais, shoppings e indústrias, buscam comosolução a geração de energia a partir do gás natural. Entre as diversas vantagens deste processo está a redução de custos, uma vez que a energia gerada pelo gás natural pode ser até 30% mais econômica do que o diesel e a energia elétrica convencional.
O Gasoduto Bolívia-Brasil, também conhecido como Gasbol, é uma via de transporte de gás natural entre a Bolívia e o Brasil com 3.150 quilômetros deextensão, sendo 2.593 em território brasileiro (trecho administrado pela TBG) e 557 em território boliviano (trecho administrado pela GTB).
A construção, funcionamento e comércio do gás é regido pelo acordo Tratado de La Paz redigido em 1996. E começou a ser construído em 1997, iniciando sua operação em 1999. Mas esteve plenamente operativo somente em 2010, com o objetivo de que o gás natural chegue a15% de todo o consumo energético brasileiro. O então presidente Fernando Henrique Cardoso teve grande empenho para a realização do projeto e inaugurou as primeiras etapas.
O gasoduto tem seu início na cidade boliviana de Santa Cruz de la Sierra e seu fim na cidade gaúcha de Canoas, atravessando também os estados de Mato Grosso do Sul, São Paulo, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, passandopor cerca de quatro mil propriedades em 135 municípios.
Em São Paulo, o traçado acompanha o rio Tietê, chegando a Campinas, onde se encontram as indústrias que, em 1999, foram às empresas pioneiras na utilização do gás natural boliviano. O trajeto é estratégico, pois passa por uma área responsável por 71% do consumo energético brasileiro, 82% da produção industrial do país e 75% do PIB....
tracking img