Sistemas formadores de tecidos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1644 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 15 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
- Sistemas Formadores de Tecidos -

-1-

- Sistemas Formadores de Tecidos -

MARIA CAROLINA BRANDINI – Eng.ª Trainee

-2-

- Sistemas Formadores de Tecidos -

SETOR DE FIAÇÃO E TECELAGEM

A sala de abertura tem a função de
abrir os fardos de algodão (matériaprima compactada) e transformá-los
em flocos, capazes de serem
processados
nas
máquinas
subseqüentes. A sala é compostapelos
seguintes
equipamentos:
Blendomat, BOA, AXI-FLO, MPM,
ASTA, CVT3 e DX. O Blendomat
retira pequena quantidade de cada
fardo colocado em sua linha,
promovendo uma mistura homogênea
do algodão. Em nossa linha temos
capacidade para até 108 fardos.

Figura 1 - Blendomat

Figura 3 – AXI-FLO
Retirar sementes do algodão e
sujeiras grossas são funções da BOA
e do AXI-FLO.

Figura2 - BOA

-3-

- Sistemas Formadores de Tecidos -

O MPM serve de depósito para
melhorar a mistura do algodão. É
composto por 10 silos que são
abastecidos seqüencialmente e
através de uma esteira na parte
inferior é feita a alimentação da
máquina posterior.

Figura 4 - MPM
Impurezas pouco mais pesadas que o
algodão são separadas num
equipamento chamado ASTA, onde o
algodão passano canal superior
enquanto as impurezas descem pelo
canal inferior.

Figura 5 - ASTA
Já o CVT3 é o principal órgão de
limpeza da sala de abertura. Através
de cilindros desagregadores, são
retirados pedaços de folhas, caule e
cascas presentes no material.

Figura 6 – CVT3

-4-

- Sistemas Formadores de Tecidos -

O micro-pó presente no algodão é
retirado pelo DX, para tanto énecessário que o material apresentese bastante aberto, qualidade esta
que deve ser garantida pelos
equipamentos anteriores.
Através de dutos aéreos, o material é
enviado para a máquina seguinte, a
carda.

Figura 7 – DX
A carda é a última máquina na fiação
com função de limpeza do algodão,
retirando além das sujeiras ainda
presentes,
as
fibras
curtas
indesejáveis ao processo. Nestamáquina
as
fibras
são
individualizadas e paralelizadas. A
carda é alimentada por flocos e
entrega a fita de carda.
Figura 8 - Carda
O passador tem por função a
homogeneização do material, em
termos de cor e massa. É alimentado
pela fita de carda, no caso de
passador de 1ª passagem ou então
pela fita de 1ª passagem no caso do
passador de 2ª passagem, e entrega
fita. No caso do algodão énecessário
um número par de passagens, ou 2, 4
ou 6 passagens, devido aos ganchos
apresentados
pelas
fibras
de
algodão.

Figura 9 - Passador
-5-

- Sistemas Formadores de Tecidos -

Saindo do passador, o material pode ter dois destinos, ou segue para o filatório
open-end ou para a maçaroqueira.
No filatório open-end, a fita de
passador é desfeita pela cardinha
(pequeno cilindrode puas), estirada
e recebe aplicação da torção, que dá
a resistência ao fio. Estes filatórios
são totalmente automatizados e de
alta produção, tendo como destaque
a regularidade do fio .

Figura 10 – Filatório open-end
A maçaroqueira tem uma função
intermediária entre a o passador e o
filatório convencional ou de anel. A
finalidade desta máquina é afinar a
fita de passador e aplicaruma
pequena torção, o suficiente apenas
para não desmanchar o material
(pavio) na máquina seguinte, o
filatório de anel.
Figura 11 – Maçaroqueira
No filatório de anel, que é alimentado
pelo pavio da maçaroqueira, é
aplicada a estiragem e torção finais,
na qual resulta o fio com as
características de título (massa por
comprimento)
e
resistência
requeridas pelo processo. Comocaracterísticas deste fio, podemos
citar sua elevada resistência e a
possibilidade de produzir fios mais
finos
do
que
habitualmente
produzidos no filatório de open-end.

Figura 12 – Filatório de Anel
-6-

- Sistemas Formadores de Tecidos -

O repasse das espulas, embalagem
na qual o fio é entregue pelo filatório
de anel, acontece na bobinadeira,
formando as bobinas, embalagens
estas...
tracking img