Sindrome de founier

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2709 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 12 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Todos os conteúdos apresentados são propriedade
dos referidos autores

Retirado de:

Comunidade On-line de Enfermagem

www.forumenfermagem.org

GANGRENA DE FOURNIER

Nuno Pinto
Carlos Miranda
Serviço de Urologia do CHVNG
INTRODUÇÃO
A Gangrena de Fournier é uma das patologias mais furtivas encontradas no nosso serviço de
urologia..Apesar da casuística do serviço ser parca nestapatologia, os poucos casos com que nos
deparamos revestem-se sempre de um carácter urgente, implicando sempre um grande
investimento da equipa de saúde quer na sua fase aguda quer no internamento subsequente, que
em regra geral é prolongado. Julgamos que com este trabalho estaremos a contribuir para uma
maior compreensão deste tema, pedra basilar para lograrmos

atingir um resultado maissatisfatório para o doente e por outro um acompanhamento mais estreito desde a fase de
diagnóstico até à sua reabilitação funcional e estética.
EPIDEMIOLOGIA
A Gangrena de Fournier ocorre em ambos os sexos com um ratio H/M de 10:1. Uma incidência
de 1 para 75000 é apontada como fidedigna não se vislumbrando zonas endémicas ou
sazonabilidade podendo-se considerar uma patologia ubíqua. Em 1996 aliteratura reportou 56
casos pediátricos.
DEFINIÇÃO
A Gangrena de Fournier é um termo usado para descrever uma situação de afecção necrotizante
de etiologia infecciosa envolvendo fáscias e tecidos genitoperineais adjacentes a certas Fáscia
(Fasciíte Necrotizante),. Pode ser idiopático (Fournier primário) sendo o seu foco primário
escrotal ou Fournier secundário podendo ter o seu focoprimário extra escrotal tendo uma causa
discernível.

ETIOLOGIA
São increpados vários factores que promovem o aparecimento da Gangrena de Fournier. Pode-se
apontar em 95% dos casos de Gangrena de Fournier um ou vários factores causais.:
-

Causas anorrectais- Fissuras, apendicite, infecção das criptas, malignidade, etc.

-

Causas urogenitais - Cateterização vesical, traumatismo, Bartholinite,Aborto séptico,
Orquite, episiotomia, etc.

-

Causas dermatológicas- lesões perineais, trauma escrotal etc.

Um destes factores terá de estar conjugado com algum que implique uma diminuição das defesas
imunitárias do indivíduo podendo-se citar os seguintes: HIV, Diabetes, Drogas IV, Obesidade
mórbida, Diabetes, etc.

ANATOMIA REGIONAL DO PERÍNEO E GENITÁLIA
Precedendo a exposiçãodos mecanismos fisiopatológicos da Gangrena de Fournier impõe-se
uma abordagem sumária à anatomia regional do períneo e genitália com ênfase na vertente
fascial uma vez que estas assumem um papel bipolar, servindo de vias de disseminação e
simultaneamente de limite para a infecção.
Fáscia

Localização

Acometimento
pela necrose

Buck

Recobre os tecidos erécteis penianos NÃO
unindo-seno períneo à túnica albugínea

Camper

Ascende desde a zona inguinal até Às SIM
clavículas bilateralmente

Colles

Períneo, definindo o espaço perineal SIM
profundo

Dartos

Revestimento exterior do pénis e SIM
escroto

Espermática externa

Revestimento Exterior do testículo e NÃO
cordão

Espermática interna

Revestimento interior do testículo e NÃO
cordão

ScarpaPrecede a fáscia de Camper

SIM

Em resumo as Fáscias constituem uma espécie de auto-estradas da infecção respondendo pelos
seus limites e disseminação. Os planos fasciais são atingidos pela gangrena mercê da trombose
arteriolar dos vasos que caminham na intimidade da fáscia e que por eles são nutridos.

PATOFISIOLOGIA
A Gangrena de Fournier pauta-se por alguns achados patognomónicos quecomummente levam
ao diagnóstico exacto da doença:
2

-

Necrose dos planos fasciais.

-

Coagulação fibrinosa das arteríolas aferentes.

-

Infiltração PMN.

-

Culturas teciduais positivas.

Segundo Meleney a Gangrena de Fournier se deve a uma colonização dos tecidos genitoperineais
adjacentes às fáscias por Estreptococos .No entanto baseados em investigações recentes...
tracking img