Servico social

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 14 (3435 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 18 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
[pic]















social no brasil e a construção do arcabouço legal.





























































Sumario








Introdução.................................................................................01Desenvolvimento........................................................................02
Trajetória histórica da politica da seguridade social no brasil..02
Saúde e assistência social no brasil...........................................03
Loas e lei orgânica da saúde.......................................................04
Constituição federal no brasil.....................................................05
Consideraçõesfinais...................................................................06
Referencias..................................................................................07


1 INTRODUÇâO




POUCAS CATEGORIAS OU SEGUIMENTOS PROFISSIONAIS AO LOGO DOS ANOS 1990 POUCAS CATEGORIAS OU SEGMENTOS PROFISSIONAIS, AO LONGO DOS ANOS 1990 E 2000 DISCUTIRAM E ESTUDARAMTANTO A SEGURIDADE SOCIAL COMO OS ASSISTENTES SOCIAIS. ESSE ACÚMULO NOS HABILITOU PARA INTERVENÇÕES POLÍTICAS DE PESO, DE QUE SÃO EXEMPLOS TANTO A VASTA PRODUÇÃO INTELECTUAL SOBRE O ASSUNTO, COMO A PARTICIPAÇÃO DA CATEGORIA NA REFORMA SANITÁRIA, NAS AÇÕES DE SAÚDE, NA APROVAÇÃO DA LEI ORGÂNICA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL (LOAS), NA ORGANIZAÇÃO E PARTICIPAÇÃO DE FÓRUNS E CONSELHOS DELIBERATIVOS, NOPOSICIONAMENTO CRITICO SOBRE AS DUAS REFORMAS DA PREVIDÊNCIA E RECENTEMENTE NAS DISCUSSÕES SOBRE O SISTEMA ÚNICO DE ASSISTÊNCIA SOCIAL (SUAS), DEFENDENDO O EXERCÍCIO DOS DIREITOS SOCIAIS(C/F88)
Nossas análises privilegiaram as contradições das políticas de proteção social, ressaltando o valor político-estratégico das reformas sociais, como exposto na carta de Maceió, e fazendo uma críticacontundente às proposições neoliberais e às injunções do mercado e do capitalismo financeiro que ameaçam o exercício dos direitos e garantias sociais inscritos da Constituição brasileira de 1988, ao tratar a esfera pública como um campo de possíveis negócios e o desmonte da

Considerando que as políticas de proteção social estiveram historicamente ancoradas em necessidades, princípios evalores socializados pelos trabalhadores e reconhecidas pelo Estado e pelo patronato, sob quais condições o capital pode reinventá-las, socializando as suas necessidades, independentemente das dos trabalhadores?

A Seguridade surge no Brasil na Constituição federal de 1988. Porém há bases que vem da década de 1920, quando a Lei Eloy Chaves instituiu a previdência social no Brasil. Nas décadasseguintes ocorreram mudanças no sistema previdenciário, com a inclusão de categorias profissionais. Nesse período, a Seguridade Social contemplava somente a política e alguns aspectos da saúde. Somente na CF 88 é que a Seguridade Social passa a vincular as políticas de Saúde, Assistência Social e Previdência.





desenvolvimento



Contextualizar o Sistemade Seguridade Social no Brasil, a partir da Constituição Federal de 1988, e o processo de incorporação das Políticas de Saúde, Previdência Social e da Assistência Social são os objetivos centrais deste trabalho.
A Seguridade surge no Brasil na Constituição federal de 1988. Porém há bases que vem da década de 1920, quando a Lei Eloy Chaves instituiu a previdência social no Brasil. Nasdécadas seguintes ocorreram mudanças no sistema previdenciário, com a inclusão de categorias profissionais. Nesse período, a Seguridade Social contemplava somente a política e alguns aspectos da saúde. Somente na CF 88 é que a Seguridade Social passa a vincular as políticas de Saúde, Assistência Social e Previdência.
Veremos a nova política da saúde brasileira pautada numa nova regulamentação...
tracking img