SERGIPE

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1459 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de janeiro de 2014
Ler documento completo
Amostra do texto
O FOLCLORE EM SERGIPE
Somos o menor estado do Brasil, porém temos um dos mais ricos e variados folclores do país. São muitas as manifestações folclóricas de Sergipe. Vamos destacar apenas os três tipos acima de manifestações folclóricas sergipanas:
ARTESANATO
O artesanato surgiu como utilidades no dia-a-dia. Exemplos: a cerâmica (moringas, panelas, potes), eram somente para o uso doméstico.Hoje se transformaram em objetos de ornamentação. Assim também acontece com o artesanato em palha, madeira, couro, entre outros.
No artesanato em cerâmica destacam-se em Sergipe: Santana do São Francisco (antiga Carrapicho), Itabaianinha e Porto da Folha (na aldeia dos índios Xokós - Ilha de São Pedro).

PRODUTOS ARTESANAIS DAS
FEIRAS SERGIPANAS

Renda de Bilro
A renda de bilro já existiana Europa no século XV. No Brasil, a técnica de “bater bilros” para fazer renda é conhecida desde o século XVIII e na região do Baixo São Francisco sergipano chegou no início do século XIX.
No município sertanejo de Poço Redondo existem em torno de vinte mulheres rendeiras, somando-se a outras dezenas espalhadas pelo interior sergipano. Elas confeccionam rendas e bicos para enfeitar vestidos,roupas de bebes e batas. As rendas são tecidas em grandes almofadas de capim nas quais as linhas ficam enroladas nos bilros de madeira seguras por alfinetes sobre papelões perfurados que são os moldes para cada tipo de renda, com grande variedade de trançados e larguras. Os bilros, em pares, são separados por longos espinhos de mandacaru ou de laranjeira. A quantidade de bilros varia de doze a trintae seis pares, a depender da largura e dos detalhes da renda a ser confeccionada.
A produção de rendas e de bicos em almofadas exige muita paciência e habilidade das rendeiras, que com grande agilidade vão entrelaçando as linhas através do “bater de bilros”. Para tecer um metro de renda leva-se cerca de três dias de trabalhos.
Atualmente com a produção industrial da renda, a profissão de rendeiraestá ameaçada de se extinguir. Além da falta de incentivo e de mercado, as rendeiras sergipanas reclamam que ganham pouco pelo trabalho tão grande e minucioso.

OS FOLGUEDOS
Os folguedos não são apenas grupos fantasiados de festas, eles nascem e vivem nas comunidades, contam a sua história, mostram a sua maneira de ser e de viver.
São muitos os folguedos ou grupos folclóricos de Sergipe,vamos mostrar alguns deles:
REISADO
Dança de origem portuguesa, é representada sempre no Dia dos Santos Reis no ciclo de Natal.
Participam do Reisado duas filas (cordões) de "Caboclas", cada fila com vestidos de uma cor (vermelho e verde ou vermelho e azul). Usam saias curtas e chapéus enfeitados de espelhos e fitas coloridas. Outras personagens do Reisado são o "Matheus" ou "Palhaço", a "Dona doBaile", o "Boi" e o "Jaraguá". Eles dançam com as "Caboclas" nas ruas, praças e palanques das feirinhas natalinas.
LAMBE-SUJO

LAMBE SUJO DE LARANJEIRAS
( Foto: Marcos Lopes - Cortesia Sací )
Esse folguedo representa a luta entre negros dos quilombos (os "Lambe-Sujos") contra os índios (os "Caboclinhos") mandados pelos brancos para destruírem os quilombos.
Os "Lambe-Sujos" pintam os corposde tinta negra, vestem-se com calções e gorros vermelhos. Como arma usam uma foice de madeira, símbolo do trabalho no canavial. Os "Caboclinhos" tem os corpos pintados de vermelho, usam cocares e saiotes de penas, pulseiras e colares e armam-se de arcos e flechas. Os "Caboclinhos" formam um grupo disciplinado, todos em fila dupla comandados pelo "chefe" ou "cacique", ao contrário dos"Lambe-Sujos", às carreiras pelas ruas, sob o ritmo agitado da batucada (timbau, pandeiro, cauíca, tambor, tamborim, bumbo e reco-reco).
Pela manhã, centenas de "Lambe-Sujos" saem pela cidade pedindo dinheiro, comida e bebida e sujando com tinta preta as pessoas que vão encontrando. Na parte da tarde acontece a encenação dos "combates" entre "Lambe-Sujos" e "Caboclinhos" após muita correria e longas...
tracking img