Sensoriamento remoto

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1026 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
INTRODUÇÃO:

Sensoriamento remoto ou detecção remota ou ainda teledetecção é o conjunto de técnicas que possibilita a obtenção de informações sobre alvos na superfície terrestre (objetos, áreas, fenômenos), através do registro da interação da radiação eletromagnética com a superfície, realizado por sensores distantes, ou remotos. Geralmente estes sensores estão presentes em plataformasorbitais ou satélites, aviões e a nível de campo. A NASA é uma das maiores captadoras de imagens recebidas por seus satélites. No Brasil, o principal órgão que atua nesta área é o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais - INPE.














DEFINIÇÃO:

O Sensoriamento Remoto é composto ativamente de diferentes maneiras por diversos autores, sendo a definição mais usual a adotada porAvery e Berlin, em 1992, e Meneses, em 2001: uma técnica para obter informações sobre objetos através de dados coletados por instrumentos que não estejam em contato físico como os objetos investigados.
Por não haver contato físico, a forma de transmissão dos dados (do objeto para o sensor) só pode ser realizada pela Radiação Eletromagnética, por ser esta a única forma de energia capaz de sepropagar pelo vácuo. Considerando a Radiação Eletromagnética como uma forma de energia, o Sensoriamento Remoto pode ser definido com maior rigor como uma medida de trocas de energia que resulta da interação entre a energia contida na Radiação Eletromagnética de determinado comprimento de onda e a contida nos átomos e moléculas do objeto de estudo.












HISTÓRICO:

 1822 -Desenvolvimento da teoria da luz
- Newton: decomposição da luz branca;
- Utilização de uma câmara primitiva.

 1839 - Desenvolvimento de equipamentos ópticos;
- Pesquisas de novas substâncias fotosensíveis.

 1859 - Utilização de câmaras fotográficas a bordo de balões.

 1903 - Utilização de fotografias aéreas para fins cartográficos.

 1909 - Tomadas de fotografias aéreas a bordo deaviões.

 1930 - Coberturas sistemáticas do território para fins de levantamento de recursos naturais.

 1940 - Desenvolvimento de equipamentos para radiometria sensíveis à radição infravermelha;
- Utilização de filmes infra vermelho na II Guerra Mundial, para detecção de camuflagem.

 1944 - Primeiros experimentos para utilizar câmaras multi-espectrais.

 1954 - Desenvolvimento deradiômetros de micro-ondas
- Testes iniciais visando a construção de radares de visada lateral.

 1961 - Desenvolvimento de processamentos ópticos e digitais
- Primeiros radares de visada lateral.

 1962 - Desenvolvimento de veículos espaciais tripulados e não tripulados.
- Lançamento de satélites meteorológicos;
- Primeira fotografia orbital MA-4-Mercury.
 1972 - Fotografias digitaistiradas pelo programa Gemini;
- Surgem outros programas espaciais envolvendo satélites de recursos naturais: SEASAT, SPOT, ERS, Landsat.
 1983 - Lançamento do Landsat 4, SIR-A, SIR-B, MOMS.

 1999 - Lançamento do CBERS-1.
 1991 - Lançamento do ERS-1.
 2003 - Lançamento do CBERS-2.
 2007 - Lançamento do CBERS-2B.
 2008 - Lançamento da constelação RapidEye.PRINCÍPIOS FÍSICOS BÁSICOS:
Três elementos são fundamentais para o funcionamento de um sistema de sensoriamento remoto: Objeto de estudo, Radiação Eletromagnética e um Sensor.
Pelo princípio da conservação da energia, quando a radiação eletromagnética incide sobre a superfície de um material, parte dela será refletida por esta superfície, parte será absorvida e parte pode ser transmitida, caso amatéria possua alguma transparência. A soma desses três componentes (Refletância, Absortância e Transparência) é sempre igual, em intensidade, à energia incidente.
O que nossos olhos percebem como cores diferentes são, na verdade, radiação eletromagnética de comprimentos de onda diferentes. A cor azul corresponde ao intervalo de 0,35 a 0,50 µm, a do verde vai de 0,50 a 0,62 µm e a do vermelho,...
tracking img