Sei la

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1202 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 8 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
1)TEMA: A centralização na tomada de decisão.

Organização Linear do tipo linear constitui a forma estrutural mais simples e antiga, pois tem sua origem na organização dos antigos exércitos e na organização eclesiástica dos tempos medievais. A organização linear apresenta linhas diretas e únicas de autoridade e responsabilidade entre superior e subordinado. Daí seu formato piramidal. Cadagerente recebe e transmite tudo o que se passa na sua área de competência, pois as linhas de comunicação são rigidamente estabelecidas.
Suas características:
-Autoridade linear ou única;
-Linhas formais de comunicação;
-Centralização das decisões;
-Aspecto piramidal.
A Teoria Clássica da Administração foi idealizada por Henri Fayol. Caracteriza-se pela ênfase naestrutura organizacional, pela visão do homem econômico e pela busca da máxima eficiência.

2)PRINCÍPIO EXPLICATIVO ( definição)

O princípio explicativo da centralização refere-se à concentração do poder dentro da empresa, ou seja, à distribuição da autoridade e do processo decisório. A centralização é o grau em que a autoridade é distribuída através da organização empresarial.
Autoridade é odireito organizacional de exigir que a tarefa seja executada. Cada subordinado reporta-se única e exclusivamente ao superior e recebe ordens exclusivamente dele, a autoridade linear é uma autoridade de comando. Quanto maior a centralização, mais autoridade é concentrada nos níveis mais elevados da hierarquia da empresa.

3)CRITÉRIO ORIENTADOR (segue o princípio explicativo, como funciona,características)
O critério orientador da centralização ocorre do direito de tomar decisões, quando as mesmas são apenas tomadas no topo da organização. Alto grau de delegação de deveres, poder e autoridade aos níveis mais baixos da organização.

Características da centralização:
• Estrutura simples e de fácil compreensão.
• Clara delimitação das responsabilidades.
• Facilidade deimplantação.
• Estabilidade.
• Indicada para pequenas empresas.

• .Estabilidade e constância das relações formais.
• Autoridade linear baseada no comando único e direto.
• Exagero da função de chefia.
• Chefes generalistas que não se especializam.
• Provoca o congestionamento das comunicações.

4)HIPÓTESES EXPERIMENTAIS

Segundo CHIAVENATO ( 2002, p.343) o graude centralização-descentralização de uma empresa é afetado por inúmeros fatores, a saber:

a) Distribuição do poder dentro da empresa: Isto é, a concentração da autoridade na cúpula da hierarquia( nível institucional) ou sua relativa dispersão nos demais níveis da empresa. Realmente, o grau de centralização-descentralização constitui um consequência direta dessa distribuição de poder dentro daempresa, fato que tem levado muitos autores a considerarem a centralização como sinônimo da concentração de autoridade na cúpula e a descentralização como sinônimo de dispersão de autoridade pelos demais níveis da empresa.

b) Autonomia do processo decisorial: embora a tomada de decisão seja uma decorrência da autoridade que detém o poder para decidir as coisas, como consequência da distribuiçãodo poder- o processo decisorial pode estar concentrado na cúpula ou disperso pelos demais níveis da empresa. Enquanto a distribuição do poder é estrutural e é representada graficamente no organograma, o processo decisório nem sempre é plenamente configurado nesse gráfico e nem sempre coincide com as linhas formais de autoridade ali estruturadas. Muitas vezes, um organograma de configuraçãotipicamente piramidal com autoridade concentrada na cúpula do gráfico corresponde a um processo decisorial igualmente centralizado na cúpula. Muitas vezes em um organograma piramidal pode-se encontrar farta delegação de autoridade para decidir nos níveis mais baixos da organização.

c) Formalização: a formalização se traduz em políticas, regras e procedimentos elaborados por escrito e que definem...
tracking img