Saude

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1195 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Introdução

A Câmara Escura deve estar o mais protegido
Possível da radiação dispersa;
Porém deve ser posicionada estrategicamente para
Permitir um bom fluxo de “entrada” e “saída” de
Exames;
Deve possuir uma adequada iluminação de segurança
Que não comprometa a qualidade da imagem
Radiográfica mas que permita uma pequena
Visibilidade ao profissional;
Caso possua iluminação geralcom lâmpada
Incandescente, o interruptor deve ficar localizado no.
Alto evitando o acendimento acidental.
Já a Câmara Clara tem área adjacente à Câmara Escura, na qual são manipuladas as.
Radiografias.
Essa estrutura deve permitir aos profissionais realizarem o trabalho
De forma eficaz tanto anteriormente quanto posteriormente ao
Processo de revelação.
Pode ser o local destinado àidentificação das imagens
Radiográficas.





























Câmara Clara e Escura

A câmara escura é um local vedado à entrada de luz externa, onde o filme radiográfico é manipulado. Deve possuir, além da lâmpada comum (no teto), uma “iluminação de segurança”, distante no mínimo 1,2m do local de manuseio do filme radiográfico. A iluminação de segurança pode serobtida por uma lâmpada incandescente vermelha de 15 w.

As paredes da câmara escura devem ser revertidas com tinta lavável de tom claro e sem brilho, para evitar o reflexo da iluminação de segurança. A umidade relativa do ar no seu interior deve ser de 30 a 50%, e a temperatura na faixa de 15° a 25°. Deve possuir ainda um sistema de ventilação e exaustão eficientes. As caixas de filmes aberta, deveser colocadas sem a tampa dentro da burra (local completamente vedado à entrada de luz).

Tipos de câmara escura: A câmara escura pode ser de dois tipos.

Molhada: No processamento manual do filme radiográfico.

Seca: No processamento automático do filme radiográfico.
Processamento do filme radiográfico: O filme radiográfico exposto e não processado possui uma imagem invisível ao olhohumano denominada imagem latente ou radiante. Essa imagem corresponde ao conjunto de todos os cristais de prata, exposto ou não exposto, e constitui a base da imagem formada no filme radiográfico. Para que a imagem latente transforme em imagem radiográfica (visível), o filme exposto deve ser processado (revelado).

O processo de formação da imagem latente no filme radiográfico consiste na interaçãodos fótons de luz de tela intensificadores (écran), e também de alguns fótons de raios x, com o micro cristais de haleto de prata e emulsão radiográfica.

Os filmes radiográficos expostos são mais sensíveis que o não exposto (virgem) e, portanto, devem ser processados (revelados) imediatamente.

O processamento do filme radiográfico consiste na redução química (ganho de elétrons) dos íons deprata na revelação, e na remoção total dos cristais de haleto de prata não revelado na fixação.

Tipos de processamento: O processamento do filme radiográfico pode ser realizado por dois sistemas manual e automático.

Processamento manual: É realizado manualmente pelo operador dentro da câmara escura. Ocorre em cinco etapas, na seguinte ordem: revelação; interrupção; fixação; lavagem; secagem.O filme radiográfico é colocado em uma colgadura proporcional ao seu tamanho. A colgadura é um suporte metálico que mantém o filme radiográfico preso pelos cantos por presilhas. O processamento manual é conhecido como molhado.

Automático: É realizado através de processadoras automáticas (máquinas de revelar) e o ocorre em quatro etapas, na seguinte ordem: revelação; fixação; lavagem; secagem.As processadoras automáticas possuem sistemas para controles da temperatura das soluções químicas e da secadora e mecanismo para a reposição e recirculação das soluções químicas. É feita por dois tanques externos de abastecimento, um contendo solução reveladora (revelador) e outra solução fixadora (fixador).

Etapas do processamento do filme radiográfico:

Primeira etapa/Revelação: Esta...
tracking img