Saneamento ambieltal para municipio

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 37 (9037 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 28 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Etapa n° 3
Aula-tema: Saneamento Ambiental
Passo2
Consultewww.cetesb.sp.gov.br
É com grande satisfação que, em nome da CETESB, apresento este Guia Técnico Ambiental, documento informativo que pretende apoiar as empresas na melhoria ambiental por meio daadoção de medidas de Produção mais Limpa (P+L) em seus processos. Historicamente, a CETESB tem o foco de sua atuação voltado às ações demonitoramentodo meio (ar, água e solo), licenciamento das fontes potencialmente poluidoras e ao controleambiental da contaminação, fazendo cumprir a legislação ambiental mediante as chamadas medidas de “fim de tubo”. Nestes mais de 35 anos de atividade, a atuação da CETESBpromoveu notáveis avanços na garantia de um entorno mais limpo e saudável à população,tornando a empresa uma referência ambiental nopaís e no exterior. Nos últimos anos, no entanto, uma outra forma de atuação tem se delineado, principalmentecomo resposta a mudanças na própria sociedade. A percepção e o reconhecimento daimportância da questão ambiental por parte das indústrias têm levado à incorporação depráticas da Produção mais Limpa como uma forma de, enfim, congregar vantagens econômicas com benefícios ambientais. Asempresas têm percebido que a Produção mais Limpa significa, no fundo, a inclusão da variável ambiental nas ações de melhoria das operações e, atuandodesta forma sobre seus processos produtivos, muitas delas já reduziram seus resíduos nafonte, obtendo ainda minimização de seus custos de produção. Esta vantagem das medidasde Produção mais Limpa destaca-se ainda mais, se contrastada com o alto custooperacionaldo tratamento e da gestão dos resíduos gerados pelas empresas, o que mostra claramenteque esta é uma ferramenta de interessante utilização prática.De modo a evoluir em seu modo de atuar junto às potenciais fontes de poluição, a CETESBtem desenvolvido desde 1996 trabalhos de Prevenção à Poluição e Produção mais Limpajunto a diversos setores produtivos. Estes trabalhos representam uma novaforma de interagircom a indústria, não apenas acompanhando a mudança de paradigma em curso por partede algumas empresas, como também visando despertar esta consciência nas demais.Opresente Guia Técnico Ambiental tem como objetivo informar as empresas deste setorprodutivo, ainda que de modo sucinto, a importância e as alternativas preventivas no tratode suas questões ambientais. De modo algum aspossibilidades aqui levantadas pretendemesgotar o assunto - antes de serem um ponto final estas constituem um ponto de partida, para que cada empresa inicie sua busca por um desempenho ambiental cada vez mais sustentável. Por fi m, deixo os votos de sucesso nesta empreitada a cada uma das empresas que jádespertaram para esta nova realidade, esperando que este Guia sirva de norte paraa evolução da gestãoambiental no Estado de São Paulo, evidenciando que, mediante aProdução mais Limpa, é possível um desenvolvimento industrial que congregue o necessárioganho econômico com a imprescindível adequação ambiental.
Rubens Lara
Diretor - Presidente da CETESB

O surgimento de problemas socioambientais como ameaçadores à sobrevivência da vidana Terra é um fenômeno relativamente novo para a humanidade,mas extremamentepreocupante. O ser humano é uma espécie entre milhares que depende do todo para suasobrevivência neste planeta. É a única que tem esta consciência e o poder de intervir benéfica ou maléficamente no ambiente e, portanto, sua responsabilidade é inigualável. É difícil, mas com certeza possível, resolver a aparente dicotomia entre produzir os bensdestinados às necessidades humanas econfrontar com os malefícios da exploração dosrecursos naturais. No Brasil, segundo o IBGE, em sessenta anos, a população nas áreasurbanas foi acrescida de 106 milhões de pessoas. Metade dessa população não dispõe deredes coletoras de esgotos e, do que é coletado, mais de 80% são despejados com toda acarga orgânica e outros resíduos na rede hidrográfica. Mais da metade do lixo vai para lixões a céu...
tracking img