Safs

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 20 (4855 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Restauração de Ecossistemas com
Sistemas Agroflorestais
Denise Bittencourt Amador
Introdução
A restauração de ecossistemas degradados vem tomando importância crescente diante
do quadro cada vez mais drástico de crise ambiental e diminuição da qualidade de vida
das populações humanas e naturais. O que hoje domina no meio rural são grandes áreas
intensamente cultivadas commonoculturas, solo nu sofrendo intenso processo erosivo,
zonas ripárias sem vegetação provocando o assoreamento dos rios, e pequenos
fragmentos florestais, isolados e permanentemente perturbados pelas atividades
humanas. Esse modelo mostra-se hoje insustentável, com conseqüências ambientais
graves e irreversíveis, como o aquecimento global, o esgotamento das fontes de água, a
perda dos solos pelaerosão e a extinção precoce de espécies vegetais e animais.
A transformação dos ecossistemas não pode ser considerada de modo isolado do
contexto histórico, social, cultural, político e econômico das populações humanas
envolvidas (Vivan, 1998). Assim como a degradação foi fruto de um processo histórico
movido pelo ser humano, a recuperação também depende de ações humanas efetivas eemergenciais. Além da restauração, os modelos de desenvolvimento - rural e urbano -
devem buscar novos caminhos que conciliem as atividades econômicas com a
conservação da biodiversidade e dos recursos naturais.
Restauração de ecossistemas é a denominação que se tem atribuído ao desafio de, por
meio de interferências planejadas, reconstruir a estrutura e criar condições para que serestabeleçam também os processos ecológicos naturais de cada ecossistema (Durigan,
1999). A restauração deve partir do estado de degradação ou conservação em que se
encontram os ecossistemas e a paisagem onde estão localizados. Cada situação é única
e requer caminhos específicos, determinados a partir das necessidades e dos objetivos
locais, considerando-se as prioridades, as possibilidades e oslocais-chave para o início
das atividades.
Para que a restauração de ecossistemas venha a ser realmente efetivada por
proprietários rurais, empresas e órgãos governamentais é premente o desenvolvimento
de alternativas que a viabilizem economicamente. O fator econômico é hoje uma mola
que incentiva ou freia as ações em qualquer esfera, e deve ser considerado para que a
restauração do quejá foi degradado e a interrupção e transformação de atividades
degradantes realmente ocorram. Neste panorama, os sistemas agroflorestais podem
cumprir um papel inovador, conciliando restauração, conservação e produção. A
similaridade com os ecossistemas regionais, a biodiversidade e a busca pela aceleração
do processo sucessional podem contribuir para a restauração, e a produçãodiversificada
e escalonada pode garantir a renda econômica que incentivará a tomada de decisão. A

M.Sc. em Ciências Florestais, Professora da FAFRAM - Ituverava, SP, Coordenadora executiva da ONG
Mutirão Agroflorestal.
conscientização dos proprietários e instituições quanto à lógica e a necessidade da
restauração é um primeiro passo para o envolvimento de cada um com seu meio. Aspessoas e grupos relacionados com os ecossistemas de cada região são os atores
sociais da paisagem e têm grande importância no planejamento estratégico para a
conservação ambiental e a restauração dos ecossistemas.
Degradação de Ecossistemas
Dentre as áreas prioritárias para as atividades de restauração numa paisagem, têm-se os
ecossistemas degradados, as áreas degradadas e as áreas emprocesso de degradação.
Os ecossistemas degradados geralmente tiveram diminuição da sua diversidade e
sofreram sucessivas perturbações que levaram à redução da resiliência e perda de
estabilidade. A resiliência indica a capacidade do ecossistema de se regenerar após
alguma alteração natural ou antrópica, estando relacionada com a saúde do ecossistema
(Aronson et al., 1993). As áreas...
tracking img