Romantismo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2204 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 26 de junho de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
ROMANCES INDIANISTAS
Os romances de temática indianista são três: O guarani (que Alencarpreferia classificar como romance histórico), Iracema e Ubirajara. Todos apresentam um mesmo substrato estético e ideológico:
Forte influência de relatos de Chateaubriand (Atala) e, em especial, deFenimore Cooper (O último dos moicanos), embora Alencar tivesse consciência de que suas obras eram diferentes,conforme ele próprio afirmou:
Cooper considera o indígena do ponto de vista social, e na descrição dos seus costumes foi realista; apresentou-o sob o aspecto vulgar.
N´O Guarani é um ideal que o escritor intenta poetizar, despindo-o da crosta grosseira de que o envolveram os cronistas, e arrancando-o ao ridículo que sobre ele projetam os restos embrutecidos da quase extinta raça.
· A açãonarrativa transcorre no passado remoto: O guarani e Iracema, no século XVII, e Ubirajara no período anterior ao descobrimento.
[pic]
· A apresentação de heróis inteiriços e modelares. Se o romancista chegou de fato a estudar certas particularidades da cultura indígena, a exemplo da língua, dos valores religiosos e de alguns costumes, os personagens destas obras, em sua psicologia e em suas ações, sãoverdadeiros cavaleiros medievais, perdidos em bravias florestas, com um destino épico a cumprir. 
[pic]
· Acima de tudo, os índios são os heróis da nascente nacionalidade pós-colonial. Através desses guerreiros audaciosos e sem mácula (Peri, Jaguarê, Poti) e dessa mulher disposta a qualquer sacrifício (Iracema), os leitores do século XIX podiamm se orgulhar de suas supostas origens americanas ede sua ancestral nobreza.
[pic]
· A poetização da vida aborígene, em contraponto - na sagaz observação deNelson Werneck Sodré - com o silêncio absoluto sobre o papel do negrona formação social brasileira. Da mesma forma que a Independência não incluiu a abolição da escravatura em seu processo, os artistas da primeira geração romântica a ignoraram o problema dos negros. Assim, a temáticaindianista desempenhou o papel de compensação às misérias do presente histórico desses escritores.
[pic]
· Por outro lado e paradoxalmente - como mostrou Alfredo Bosi - não foi oíndio rebelde o celebrado por Alencar mas sim o índio que "entrou em íntima comunhão com o colonizador". Esta conciliação - diz o crítico - "violava abertamente a história da ocupação portuguesa", feita, como todos sabemos, deviolência e destruição dos primitivos habitantes. Por isso, aexaltação dos índios ocorre somente quando os mesmos perdem a sua identidade e os seus valores, integrando-se (sempre na condição de súditos) à cultura dos conquistadores brancos. No caso de Iracema, soma-se ainda o viés patriarcal da época no elogio do comportamento da indígena feito de submissão, conformismo e renúncia.
[pic]· Tanto O guarani quanto Iracema podem ser designados como romances fundadores, ou seja, obras ficcionais que representam metaforicamente o início de um mundo e / ou de uma raça. No primeiro esta intenção é mais ou menos velada, embora a hipotética sobrevivência do casal Peri-Ceci, no final do romance, expresse (como mito) a fusão étnica que alicerçaria o novo país. Já em Iracema (anagrama de América) estajunção simbólica entre conquistadores e conquistados é explícita. Desta forma, Moacir, o filho da índia com o português Martim Soares expressa, simbolicamente, o início da raça cearense.
[pic]
· No seu conjunto, os romances de temática indígena de José de Alencarapresentam méritos inegáveis. Iracema resiste à passagem do tempo pela espetacular força de seu estilo poético. Ubirajara - o únicorelato em que não ocorre o encontro do branco com o índio - apresenta uma trama envolvente, repleta de aventuras e de observações curiosas sobre os costumes nativos. Mesmo O guarani - em que pese sua falsidade social e psicológica - tem um enredo trepidante que deixa o leitor quase sem fôlego.
esumo
No início do século XVII, um dos fundadores do Rio de Janeiro, o fidalgo português D. Antônio de...
tracking img