Rio 92

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 14 (3460 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 20 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Rio 92

A II Conferência das Nações Unidas sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento (CNUMAD), conhecida também como ECO-92, Rio-92, Cúpula ou Cimeira da Terra, realizada entre 3 e 14 de junho de 1992 no Rio de Janeiro, teve como principal tema a discussão sobre o desenvolvimento sustentável ( “O desenvolvimento que procura satisfazer as necessidades da geração atual, sem comprometer a capacidadedas gerações futuras de satisfazerem as suas próprias necessidades, significa possibilitar que as pessoas, agora e no futuro, atinjam um nível satisfatório de desenvolvimento social e econômico e de realização humana e cultural, fazendo, ao mesmo tempo, um uso razoável dos recursos da terra e preservando as espécies e os habitats naturais.”) e sobre como reverter o atual processo de degradaçãoambiental. Também foram pautadas questões apontadas desde Estocolmo, local onde aconteceu a 1ª conferência: proteção aos solos, por meio do combate ao desmatamento, desertificação e seca; proteção da atmosfera, por meio do combate às mudanças climáticas; proteção das áreas oceânicas e marítimas; conservação da diversidade biológica, controle de biotecnologia, controle de dejetos químicos e tóxicos;erradicação de agentes patogênicos e proteção das condições de saúde.
O Brasil ofereceu-se para sediar o encontro esperando se tornar um articulador internacional.
O evento foi acompanhado por todo o mundo e contou com a participação da sociedade civil organizada. Enquanto líderes e diplomatas se reuniam no Riocentro, representantes de movimentos sociais e artistas, tomaram as ruas. Cerca de dezmil pessoas se reuniram num grande encontro da sociedade civil, o Fórum Global, que ocupou o Aterro do Flamengo. A tônica das discussões das ONGs girava em torno da necessidade de energias renováveis e limpas e lutava contra a energia nuclear, a destinação do lixo tóxico, a poluição do ar, o aquecimento global e o consumo de petróleo. Participaram do movimento o então senador norte-americano AlGore e o líder religioso Dalai Lama.

Uma série de convenções, acordos e protocolos foram firmados durante a conferência. O mais importante deles, a chamada Agenda 21, comprometia as nações signatárias a adotar métodos de proteção ambiental, justiça social e eficiência econômica, criando um Fundo para o Meio Ambiente, para ser o suporte financeiro das metas fixadas.
Dividida em 40 capítulos, aagenda discursa sobre os seguintes assuntos, divididos em quatro seções:

Seção 1: Dimensões Econômicas e Sociais
* cooperação internacional visando à aceleração do crescimento sustentável em países em desenvolvimento;
* lutra contra a pobreza;
* promoção de modos de produção e consumo sustentáveis e abandono dos modos de produção e consumo inviáveis;
* integração dadinâmica demográfica no desenvolvimento sustentável;
* proteção e promoção da saúde;
* promoção de um modelo sustentável de edificações: arquitetura ecológica, moradia adequada para todos;
* integração das temáticas ambientais ligadas ao desenvolvimento nas políticas, no planejamento, na gestão, nas licitações e na contabilidade.

Seção 2: Conservação e gerenciamento de recursos para odesenvolvimento
* proteção da atmosfera;
* concepção integrada entre planejamento e uso da terra;
* luta contra o desmatamento, a desertificação e a degradação dos solos;
* valorização sustentável das montanhas;
* promoção de um desenvolvimento agrícola e rural sustentável;
* preservação da diversidade biológica;
* proteção dos oceanos, dos mares, e das zonascosteiras;
* proteção dos recursos de água doce e de sua qualidade;
* gestão ecologicamente racional das substâncias químicas tóxicas e dos resíduos.

Seção 3: Fortalecimento do papel dos grupos principais
* participação de mulheres, crianças e jovens;
* fortalecimento do papel das populações nativas;
* as ONGs (organizações não-governamentais): parceiras para um...
tracking img