Revelando o termometro de kanitz

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 15 (3723 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 17 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
1

ARTIGO DE AUTORIA DOS PROFS. José Roberto Kassai Sílvia Kassai

RESUMO DESVENDANDO O TERMÔMETRO DE INSOLVÊNCIA DE KANITZ A análise de balanço através de indicadores contábeis é enriquecida pela existência de modelos preditivos, estruturados a partir de uma cesta de informações ponderada de acordo com critérios estatísticos. É o caso dos modelos de previsão de insolvência. O termômetro deinsolvência de Kanitz, utilizado para prever falência das empresas, foi um dos modelos pioneiros no Brasil na década de 70. Ao divulgar seu modelo, KANITZ não explica como chegou à fórmula de cálculo, dizendo tratar-se de um ferramental estatístico. O objetivo deste nosso trabalho é justamente mostrar o ferramental estatístico utilizado pelo autor, de uma forma simples e sem os rigores dasformulações matemáticas. Trata-se da análise discriminante, uma técnica que permite realizar cálculos de regressão linear com variáveis não numéricas.. Mostramos, através de cinco passos básicos, como se monta um modelo próprio de previsão de insolvência. Para isso, desenvolvemos um caso prático utilizando os recursos de cálculos das conhecidas planilhas eletrônicas. Pretendemos, com isso, despertar oleitor para modelos mais recentes e sofisticados, e até incentivá-lo a desenvolver seus próprios modelos, não apenas restritos a análise de crédito, mas aplicáveis em quaisquer outras áreas do planejamento empresarial, desmistificando a idéia de que só com profundos conhecimentos estatísticos se pode tê-los.

1 DESVENDANDO O TERMÔMETRO DE INSOLVÊNCIA DE KANITZ 1. APRESENTAÇÃO A análise de balançosatravés de indicadores contábeis tem se desenvolvido no meio acadêmico graças à integração com a comunidade empresarial. O escopo desses indicadores é abrangente e a possibilidade de criar-se novas fórmulas de acordo com necessidades específicas tem como limite a experiência e a criatividade de cada pessoa. Para que o analista não se sinta perdido diante de um grande volume de índices, quocientes,indicadores, muitas vezes repetitivos ou até contraditórios, essas análises são dispostas em grupos ou modelos específicos que procuram verificar a situação de uma determinada empresa sob os mais variados enfoques. As análises tradicionais são dispostas em grupos de indicadores que procuram avaliar as situações de liquidez, endividamento, rentabilidade e alavancagem, retorno de investimento,estrutura dos ativos, qualidade dos passivos etc. Outras análises se compõem de modelos com capacidade preditiva, estruturados a partir de uma cesta de informações e ponderadas de acordo com critérios estatísticos. É o caso do modelo de previsão de falência elaborado por KANITZ e que é o enfoque deste estudo. Ao divulgar seu modelo, KANITZ não explica como chegou à fórmula de cálculo, dizendo tratar-sede um ferramental estatístico:
“Para calcular o fator de insolvência... usamos uma combinação de índices, ponderados estatisticamente... Trata-se de uma ponderação relativamente complexa...”1

IUDÍCIBUS, em seus estudos de análise de balanços, também relata o fato:
“Stephen C. Kanitz... construiu o termômetro de insolvência... Por outro lado, não revelou a metodologia empregada para construiro termômetro.”2

O objetivo deste nosso trabalho é justamente desmistificar esse ferramental estatístico3, de forma simples e sem os rigores das formulações matemáticas. Para isso, iremos desenvolver um caso prático utilizando os recursos das conhecidas planilhas eletrônicas. Pretendemos, com isso, despertar o leitor para modelos mais recentes e sofisticados, e até incentivá-lo a desenvolverseus próprios modelos, não apenas restritos
1

Kanitz, Stephen Charles. Como prever falências de empresas. Artigo publicado originalmente na Revista Exame de dezembro de 1974, pag. 95 a 102. IUDÍCIBUS, Sérgio de. Análise de balanços. São Paulo: Atlas, 7ª edição, pag. 129. A técnica estatística utilizada é a ANÁLISE DISCRIMINANTE, a ser tratada neste trabalho.

2 3

2 à análise de...
tracking img