Resumo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 28 (6807 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 1 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
PPEscola Estadual de Ensino Fundamental e Médio “Araribóia”




CONFLITOS

SEPARATISTAS


















Pancas, 14 de Novembro, 2012
DADOS PESSOAIS

Alunos: Ana Gabriela, Carolini, Claudiana, Jaqueline Motta, Mateus, Jordano
Disciplina: Geografia
Professor: Harley Freitas
Série: 3°V Turma: 02














CONFLITOS

SEPARATISTASPancas, 14 de Novembro, 2012
SUMÁRIO

1. INTRODUÇÃO
2. DESENVOLVIMENTO
1. Movimentos Separatistas
2. Europa
3. África
4. Ásia
5. América do Sul
6. Movimentos separatistas bem sucedidos
7. Movimentos separatistas atuais
8. No Brasil
9. No Oriente Médio
10. Afeganistão
11. Irã e ETA
3. CONCLUSÃO
4. ANEXOS
5.BIBLIOGRAFIA
































Uma grande contradição ocorre na atualidade: o mundo cada vez mais unificado economicamente enfrenta a explosão dos conflitos separatistas. Na falta de uma solução definitiva muitos apelam para a guerrilha ou até mesmo para a guerra total, embora em quase sua totalidade os movimentos estejam envolvidos com questões econômicas epolíticas. No mundo existem regiões que vivem intensos conflitos oriundos de vários motivos, como luta por territórios, pela independência, por questões religiosas, recursos minerais, entre outros. Em todos os continentes é possível identificar focos de tensão que colocam em risco a paz daqueles que vivem nos locais que estão envolvidos em uma das questões acima. A maioria destes gruposconcentra-se no continente Europeu, mas existem diversos movimentos separatistas no Brasil. Geralmente, são baseadas na autodeterminação das populações originárias de certa região.





































CONFLITOS SEPARATISTAS

Presentes em diversos lugares do mundo, os movimentos separatistas pregam pela independência de seus territórios. Um dos maisfamosos grupos deste tipo encontra-se na Irlanda, o IRA (Exército Republicano Irlandês), que prega a separação da Irlanda do Norte do Reino Unido e reanexação à República da Irlanda. Outra organização conhecida é o ETA (Euskadi Ta Askatasuna), que procura a independência da região do País Basco (Euskal Herria), de Espanha e França.
Apesar de existirem diversos grupos contemporâneos, estasorganizações estão presentes no país desde a época de Amador Bueno, um paulista que o povo aclamou rei em São Paulo. Este episódio confunde muitas pessoas que acham que foi D. Pedro I o pioneiro a gritar independência no país.
Entre os principais momentos históricos de independência no Brasil, outro movimento que teve sucesso foi a Província Cisplatina que, após o término da Guerra da Cisplatina, conseguiu aindependência tornando-se a República Oriental do Uruguai, atual Uruguai.
Há um artigo na Constituição Brasileira de 1988 que diz que a República Federativa do Brasil é “formada pela união indissolúvel dos Estados e Municípios e do Distrito Federal“. Apesar disso, dentro da mesma legislação há outro artigo que garante a liberdade de manifestação individual de pensamento, contanto que não sejamutilizadas armas de fogo, atentados contra a vida pública ou incitação de violência.
Alguns movimentos separatistas que encontramos atualmente no Brasil são: Movimento República Rio-grandense (MRR), Movimento pela Independência do Pampa (MIP), O Sul é o Meu País, Grupo de Estudos Nordeste Independente (GESNI), Movimento São Paulo Independente (MSPI), Movimento República de São Paulo ou (MRSP),Movimento Liberdade da Pátria Paulista, Movimento São Paulo para os Paulistas, entre outros.

Europa:
No continente europeu, um dos principais motivos de conflitos é a questão do povo basco. O povo basco está distribuído no nordeste da Espanha e sudoeste da França. Essa etnia luta pela independência política e territorial há pelo menos 40 anos. Os bascos correspondem a um grupo social de...
tracking img