Resumo d livro um amor anarquista

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1110 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 27 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Um Amor Anarquista, de Miguel Sanches Neto

Em Um Amor Anarquista, Miguel Sanches Neto conta, com incrível capacidade de persuasão, a história de um grupo de imigrantes italianos, que, no final do século XIX, na pequena cidade de Palmeira, no interior do Paraná, funda a Colônia Socialista Cecília, na qual tenta destruir o sistema tradicional da família e implantar o amor livre. Assunto que atéhoje, passados tantos anos, permanece causando polêmica no Paraná.
O que mais impressionou o autor na experiência anarquista da Cecília e que o levou a escrever este romance foi o amor livre praticado numa província brasileira, numa região agrícola, em fins do século XIX. Ele sentiu na hora que poderia contar toda a aventura da colônia a partir daquele casamento poliândrico, em que uma mulherrecebia contemporaneamente mais de um homem. Era uma coisa tão avançada para a época que ainda hoje causa espanto. Agora, isso aconteceu em uma comunidade agrícola, composta principalmente por agricultores analfabetos, e no seio de uma região dominada pela colonização polonesa, que é extremamente católica e tradicional. Os italianos ateus, anarquistas e praticantes do amor livre caíram no meio dospolacos devotos. Tudo isso lhe chamou a atenção. E também o destino final de Giovanni Rossi, que volta para a Itália e termina seus dias com a mulher que lhe serviu como experiência sociológica, criando como sua a filha nascida dos amores livres na Colônia.
A história, como já visto, se passa num tempo em que anarquismo ainda não era sinônimo de desordem. Giovanni Rossi, intelectual italiano,idealiza uma comunidade experimental na América do Sul, onde aplicaria os princípios socialistas não só à produção, mas também às relações pessoais e amorosas. Seria a primeira experiência do amor livre. O problema é que as poucas mulheres da colônia não estão dispostas a tal prática, e os solteiros têm urgência de amor. As casadas mantêm-se voluntariamente presas ao marido como se este fosse umpatrão, os pais não aceitam que as filhas se percam numa vida insegura e errante, enquanto algumas meninas solteiras trocam favores sexuais por presentes, prática abominada por Rossi. A pobreza do lugar e o mau comportamento de alguns imigrantes são reflexos e conseqüência dessa falta de amor (na verdade, de sexo), enquanto o comportamento de pais e maridos em relação a suas mulheres se mostra umaincômoda evidência de que os princípios anarquistas ainda eram utopias distantes. E neste ambiente Rossi conhece Adele, uma italiana socialista, casada e disposta a quebrar preconceitos e adotar o amor livre, beneficiando justamente Rossi, por quem se apaixona.

A Colônia Cecília, pano de fundo para esta história de amor, existiu de fato entre os anos de 1890 e 1894 em Palmeira, cidade do Paraná,tornando-se célebre pela obra Anarquistas, Graças a Deus, de Zélia Gattai (filha de um dos fundadores da colônia). No entanto, diferentemente de Zélia, e também de Afonso Schmidt e Cândido de Mello Neto, o autor paranaense não volta à Colônia Cecília para resgatar valores anarquistas (como pode parecer pelo título e pela concepção da obra), mas sim para questionar a família sob a égide do amor livre.A pergunta “seria constrangedor não conhecer a paternidade de um filho que você viesse a ter?”, feita por Rossi a Adele, é, por isso, o ponto alto do livro, ou pelo menos a síntese de suas indagações. Aliás, do ponto de vista ideológico, o narrador não deixa muita margem para ilusões.
A Obra Um Amor Anarquista é um romance histórico, ou seja, uma obra de literatura que aborda um período dahistória. A estrutura do romance é permeada por cartas escritas pelo fundador da colônia, o italiano Giovanni Rossi, sobre todos os aspectos relacionados a construção da colônia no Brasil.

O Anarquismo é uma filosofia política que tem como objetivo a extinção de qualquer forma de governo. Lembre-se: o termo anarquia não significa bagunça ou desorganização.

O livro conta a história de...
tracking img