Resumo - a luta pelo direito

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1712 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 18 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
1. SOBRE O AUTOR

Rudolf Von Ihering, jurista e romancista alemão nascido em Aurich, Frísia, é tido como pioneiro na defesa da concepção do direito como produto social e fundador do método teleológico no campo jurídico. Iniciou o estudo do direito na famosa cidade universitária de Heidelberg, completando-o em Göttingen, e doutorou-se em direito na Universidade de Berlim (1842). No campojurídico logo adquiriu renome e foi convidado para lecionar como professor universitário na Basiléia, Suíça (1845). Depois, lecionou sucessivamente nas universidades de Kiel (1849), de Giessen (1852), onde escreveu seu principal trabalho sobre Direito Romano e, finalmente, em Viena (1862-1872), onde se notabilizou como professor de Direito Romano. Figura ímpar na história do direito alemão, morreu emGöttingen, Alemanha.

2. RESUMO DA OBRA

A Luta Pelo Direito (em alemão: "Der Kampf ums Recht") é a obra básica do jurista positivista alemão Rudolf von Ihering, onde o autor expõe suas então novas ideias sobre a Ciência do Direito e seu papel na sociedade.
A obra é resultante direta de uma palestra que Ihering proferiu em 1872, na Sociedade Jurídica de Viena, onde defendia que a paz(social, individual e entre nações) é o fim último do homem, e somente pode ser obtida através da luta, uma Luta pelo Direito.
Ihering ressalta que só na luta os cidadãos encontrarão o direito, pois o Direito não é apenas uma teoria pura, mas uma força viva. Por isso a justiça sustenta numa das mãos a balança, em que pesa o Direito, e na outra a espada, que serve para o defender. Sem a balança aespada é a violência bruta e sem a espada a balança é a fraqueza do Direito.
A obra é estruturada em cinco capítulos, sendo que o primeiro apresenta uma introdução do tema abordado, o segundo capítulo trata do interesse na luta pelo direito, o capítulo posterior aborda a luta pelo direito na esfera individual. A luta pelo direito na esfera social é tratada no quarto capítulo e por fim, o autoraborda o direito alemão e a luta pelo direito no quinto capítulo de sua obra.
O autor, abre sua obra mencionando que "o objetivo do direito é a paz, a luta é o meio de consegui-la. Enquanto o direito tiver de rechaçar o ataque causado pela injustiça – e isso durará enquanto o mundo estiver de pé –, ele não será poupado. A vida do direito é a luta, a luta de povos, de governos, de classes, deindivíduos." O autor começa aqui uma tese sobre a ciência jurídica com a intenção de despertar nos leitores e estudiosos da área a disposição moral que deve constituir a atuação firme do sentimento jurídico.
“A luta pelo Direito”, trata de uma filosofia individualista, onde o autor afirma que "cada qual deve lutar por seu direito". O autor enfatiza que somos sempre responsáveis pelo nosso direito, e queele sempre será oriundo da luta. Por isso, no decorrer da obra , Ihering cita que "a justiça sustenta numa das mãos a balança com que pesa o direito, enquanto na outra segura a espada por meio da qual o defende. A espada sem a balança é a força bruta, a balança sem a espada a impotência do direito. Uma completa a outra, e o verdadeiro estado de direito só pode existir quando a justiça sabe brandira espada com a mesma habilidade com que manipula a balança."
O direito contém, como é sabido, um duplo sentido; — o sentido objetivo que nos oferece o conjunto de princípios de direito em vigor; a ordem legal da vida, e o sentido subjetivo, que é, por assim dizer, — o precipitado da regra abstrata no direito concreto da pessoa.
Nessas duas direções o direito depara com uma resistência quedeve vencer, e, em ambos os casos, deve triunfar ou manter a luta. Por mais que nos tenhamos proposto tomar diretamente como objeto de estudo o segundo desses dois pontos de vista, não devemos deixar de estabelecer, em consideração ao primeiro, que a luta, é da própria essência do direito.
O direito considerado em seu desenvolvimento histórico apresenta-nos, portanto, a imagem da investigação...
tracking img