Resumo a luta pelo direito

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1147 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 15 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Resumo: A Luta Pelo Direito (1872)
Autor: Ihering, R. Von

O referido Opúsculo é considerado uma obra tão interessante que foi traduzida para o Japonês, Frances, Espanhol, Italiano e Grego, segundo os argumentos desenvolvidos pelo Dr. Clovis Bevilaqua, lente na Faculdade de Direito do Recife.
Sendo João Vieira o qual está intimamente ligado ao movimento progressivo do direito penal, foi quemfez a primeira tradução portuguesa da obra e, agora por último, o Sr. Dr. José Tavares Bastos, Juiz do Estado do Rio e Redator dos Arquivos da Sociedade de Legislação Brasileira do Estado do Rio de Janeiro, empreendeu a segunda tradução, mostrando bem claramente, o interesse que os juristas Brasileiros souberam despertar a curiosa conferência que Ihering realizou em Viena em 1872.
A Luta PeloDireito é considerada por Clovis Bevilaqua um opúsculo imortal que revela a verdade cientifica, e incita as almas para conquista de nobre ideal de paz e de justiça.
A referida obra no trás a luz, o direito como uma ideia pratica, isto é, designa um fim, não deixando como diz o autor de ter uma oposição de ideias entre o fim e o meio, justamente pela tendência de ideias. Não sendo suficienteinvestiga o fim, deve-se também saber o caminho que a ele conduz. O que pode se dizer que o direito é uma resposta constante a esta questão.
Por exemplo, nas questões da propriedade ou o das obrigações, as definições são imprescindivelmente duplas e no diz o fim que propõem e os meios para alcança-los. Mas o meio por mais variado que seja, reduz-se sempre à luta contra a injustiça. A antítese em que seencerra a ideia do direito é que jamais se pode absolutamente, separar a luta e a paz; paz é o termo do direito, a luta é o meio de obte-lo. A luta e a discórdia são precisamente o que o direito se propõe evitar, porém se o direito não lutasse contra a injustiça, renegar-se-ia a si mesmo. O direito terá que precaver-se sempre contra os ataques da injustiça.
A luta pelo direito é uma parteintegrante de sua natureza e uma condição de sua ideia. Todo direito mundo a fora foi adquirido através da luta. O autor deixado claro e evidenciado que a luta é a força motriz de um povo para que a injustiça possa ser aplacada e o direito e a justiça sejam conquistados, mesmo que a preço de sangue, pois um homem ou um povo que não luta pelo seus direitos se torna escravo de sua própria covardia.Ihering usa dois argumentos básicos para demonstrar seu pensamento, um de ordem prática e outro de ordem moral, como o exemplo do camponês que teve suas terras invadidas, e que se ele não lutasse para recuperá-las, ou seja, não lutasse pelo direito de telas de volta, o invasor iria continuamente surrupia-las até que não houvesse mais do que se apropriar, tendo em vista que pela inércia do proprietárionão se sentiria desestimulado a novas tentativas de invasão, pelo contrario seria uma motivação a mais para o invasor. Porem se o camponês lutasse arduamente pelo seu direito e retomasse sua posse, no futuro tal invasor irá se sentir inseguro quanto à invasão do patrimônio alheio, tendo ele a certeza de encontra resistência por parte do camponês. Dentro do argumento moral Ihering nos mostra quelutar pelo seu direito é o que podemos considerar como a atitude correta e o que deve ser feito para que a pessoa não venha a se sentir lesada na sua honra e na sua dignidade, onde ele considera que a dor moral ou prejuízo moral, é na maioria das vezes muito maior que o prejuízo material; mesmo assim algumas pessoas se sentem desmotivadas a lutar por seus direitos, às vezes por que o valor doprejuízo, seja, moral ou material não compensa o esforço despendido na lide, ou ele considera que a penalidade aplicada ao réu não reparará a sua perca moral ou material, e até mesmo pela descrença nas instituições jurídicas.
Enquanto que para alguns povos os seus direitos tem que ser respeitados independente do valor material ou pecuniário, os quais lutam para defender os direitos individuais, sua...
tracking img