Resumo literatura

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 14 (3354 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Resumo Literário

Trovadorismo
Limites:



1189 ou 1198 ("Cantiga da Ribeirinha", de Paio Soares de Taveirós)
1434 (nomeação de Fernão Lopes para o cargo de cronista do reino)

Contexto histórico:



Sistema feudal, baseado na relação senhor-vassalo.
Pensamento teocêntrico

Poesia:
Cantigas de amor:
A mulher pertence a uma classe superior à do trovador.
O amor éespiritualizado, platônico.
Linguagem elaborada


Cantiga de amigo:
O "eu" lírico é feminino.
A mulher pertence a uma classe inferior à do trovador.
O amor é sensual, erótico.
Linguagem simples
Estrutura paralelística, com refrão e "leixa-pren"


Cantigas de escárnio e maldizer:
Poemas satíricos.


Prosa:

Novelas de Cavalaria
Amadis de Gaula
A Demanda do Santo Graal

HumanismoLimites:




1418 ou 1434 (nomeação de Fernão Lopes para guarda-mor da Torre do
Tombo).
1527 (Introdução da "medida nova" em Portugal).

Contexto histórico:


Período de transição da Idade Média para o Renascimento.

Características:





Redescoberta da cultura greco-romana.
Interesse pelo homem.
Abrandamento da religiosidade.
Crítica às falhas morais da sociedade.Poesia:
Cancioneiro Geral de Garcia Resende



Poesias convencionais, palaciana.
Amor cortês.

Historiografia:
Fernão Lopes



Averiguação das fontes históricas.
Inclusão das classes populares na história oficial.

Teatro:
Gil Vicente










Fundador e principal representante do teatro português.
Peças em português e castelhano.
Valorização do textoescrito.
Não segue a lei das três unidades (ação, espaço e tempo).
Criação de personagens típicos: o frade folião, a moça casadoura, o parvo
(bobo), o camponês, o cavaleiro, o escudeiro, o judeu casamenteiro, etc.
Criação de personagens alegóricos: metaforizam comportamentos ou
atitudes
Escreveu autos e farsas
Crítica não às instituições, mas às pessoas que as corrompem
Principais peças:Auto da Visitação ou Monólogo do Vaqueiro, Farsa de
Inês Pereira, O Velho da Horta, Auto da Barca do Inferno, Auto da
Índia, Quem tem Farelos?

Classicismo
Limites:



1527 (introdução da "medida nova" - verso de mais de 7 sílabas).
1580 (morte de Camões e início do domínio espanhol).

Contexto histórico:


Grandes navegações, Mercantilismo, desenvolvimento do comércio,Renascimento.

Características:








Retorno à Antigüidade Imitação dos modelos greco-latinos
Separação dos gêneros
pagã

mitologia

Racionalismo
Antropocentrismo
Universalismo
Objetividade
Equilíbrio e harmonia.

Luís Vaz de Camões:






Poesia épica: Os Lusíadas
Poesia lírica: Rimas.
o desconcerto do mundo.
Temas da lírica: a mudança
o amor
PlatônicoCarnal
Divisão da lírica camoniana

Medida velha

Medida nova

redondilha menor (5 sílabas)
redondilha maior (7 sílabas)
canção
écloga ou égloga
ode
elegia
soneto (forma fixa cem 2 quartetos e 2 tercetos)

Quinhentismo no Brasil

Limites:



1500 (Carta de Pero Vaz de Caminha).
1601 (publicação da Prosopopéia, de Bento Teixeira).

Contexto histórico:


Expediçõesexploradoras; cristianização dos indios.

Literatura Informativa:



Textos ufanistas.
Exaltação do índio, da fauna e flora brasileiras.

Literatura religiosa ou jesuítica:



Textos de caráter didático.
Exaltação do cristianismo.

Pe. José de Anchieta


Escreveu autos e poemas de louvor à Virgem.

Barroco
Contexto histórico:


Reforma (Lutero) e Contra-reforma (Inquisição,Companhia de Jesus).

Características:
Dualismo existencial (conflito entre matéria e espírito).

Presença de duas correntes estilísticas:
Cultismo: uso de figuras de linguagem (metáfora, antítese, paradoxo):
cromatismo (valorização do visual, das cores).
Conceptismo: voltado para o jogo de idéias, para a percepção intelectual,
para a essência do objeto; raciocínio sinuoso.
...
tracking img