Resumo estrelas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1001 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
As estrelas (nascimento, vida e morte)
Estrelas – corpos celestes que possuem luz própria devido às reações nucleares que ocorrem no seu interior e são estas reações que estabelecem o período de vida das mesmas.
Todos os elementos químicos conhecidos na Terra existem devido às estrelas.
Diferenças entre as reações químicas e reações nucleares
Reações químicas- nestas ocorre apenas uma alteraçãonas unidades estruturais, mantendo-se os elementos químicos.
Reações nucleares- nestas, os núcleos dos átomos são alterados e os elementos químicos são transformados noutros.
Podem ser:
De fusão nuclear- juncão de dois núcleos pequenos, obtendo um núcleo maior mas de menor massa.
De fissão nuclear- um núcleo grande instável divide-se em dois núcleos mais pequenos e mais estáveis, libertando umagrande quantidade de energia e diminuindo a massa.
Nascimento das estrelas
As estrelas originam-se de nuvens de gás e poeiras (nebulosas difusas),nas quais ocorre uma contração devido à ação gravitacional. Isto vai originar uma protoestrela, onde a compressão e o aquecimento continuam a aumentar, tornando a mesma cada vez mais densa. Devido ao extremo aquecimento, iniciam-se reações de fusãonuclear de hidrogénio que vão dar origem ao hélio, nascendo assim uma estrela.
Fase principal da vida da estrela
Devido às reações nucleares que vão ocorrendo na fase principal da vida da estrela, as quantidades de energia libertada intensificam a agitação das partículas originando forças de pressão que tendem a expandir a matéria estelar. Esta força é contrária à força da gravidade que tende acomprimi-la mantendo assim a estrela em equilíbrio.
Quanto maior for a massa da estrela, maior é o seu brilho devido à energia libertada, e menor é a duração da sua vida porque queima mais rapidamente o hidrogénio para equilibrar a contração gravitacional.
Na camada exterior da estrela não ocorrem reações nucleares.

Existem estrelas com vários tamanhos: massa 0,8 vezes < Sol – estrelas pequenamassa = Sol – estrelas médias
massa 8 vezes > Sol – estrelas grandes
Morte das estrelas
A morte das estrelas ocorre quando no núcleo se esgota o seu combustível nuclear. A massa é um fator que condiciona a sua morte.
Gigante vermelha
Provem de estrelas médiascom massa = Sol.
No núcleo da estrela ocorre o esgotamento do hidrogénio o que faz com que as forças que contrariam as forças da gravidade deixem de existir, contraindo-se assim o núcleo da estrela. Com esta contração do núcleo a temperatura volta a aumentar, permitindo nova reações nucleares. Sendo assim ocorre a fusão do hélio no núcleo da estrela, formando novo elementos químicos, carbono eoxigénio.
A energia que é libertada durante esta fusão faz como que na camada fina existente à volta do núcleo, a temperatura aumentar ocorrendo assim a fusão do hidrogénio que se transforma em hélio.
Supergigante vermelha
Provem de estrelas grandes com massa 8 vezes > Sol
O hélio existente no núcleo esgota-se fazendo com que este se contraia e reaqueça. Devido à energia que é libertada, o carbono eo oxigénio produzidos pela fusão do hélio, iniciam novas reações nucleares de fusão. O carbono produz néon e magnésio enquanto o oxigénio produz enxofre e silício. Quando se esgotam os elementos referidos o núcleo contrai-se novamente iniciando assim uma nova fase de reações nucleares de fusão. O silício e o enxofre produzem ferro.
Ao mesmo tempo, as reações nucleares continuam nas camadasexteriores que se expandiram devido à energia propagada a partir do interior.
Como a energia libertada pelo núcleo não é suficiente para que se inicie a fusão do ferro as reações nucleares param.
Nebulosa planetária
Provem de gigantes vermelhas
O hélio é todo consumido e o núcleo arrefece porque não há temperaturas suficientemente altas para que ocorram reações de fusão. Como consequência a parte...
tracking img