Resumo de dor em neonatal

Resumo sobre dor no neonatal

No ser humano a dor é uma sensação expressa e lembrada através de palavras.
O adulto imediatamente associa à palavra dor outras palavras ou expressões verbais, taiscomo: AI!, UI!, LATEJA!, ARDE! etc. Mesmo as crianças verbalizam a dor associando-a em geral ao objeto agressor. A própria definição de dor, dada pela Associação Internacional para o Estudo da Dor,evidencia o caráter verbal do fenômeno: "a dor é uma experiência sensorial e emocional desagradável, associada a uma lesão tecidual real, potencial ou descrita nos termos dessa lesão. A dor é sempresubjetiva." Nesse contexto, a dor dos indivíduos que não podem
exprimi-la através de palavras torna-se um fenômeno a parte.
Os lactentes pré-verbais em especial os recém-nascidos, não verbalizam ador que sentem. Será que isso significa que, de fato, não sentem dor ou que a exprimem através de um
modo próprio, "uma linguagem peculiar"? Há um substancial corpo de evidências científicasdemonstrando que o neonato não só sente dor, mas que a dor pode ter repercussões orgânicas e emocionais que comprometem o seu bem-estar. Assim, parece haver um modo "próprio" de expressão da dor pelo lactentepré-verbal, ou seja, uma "linguagem" alternativa de dor. Isso significa que os profissionais envolvidos com o recém-nascido devem estar aptos a decodificar a linguagem de dor, a fim de que possamexercer a sua função e obrigação máximas: diminuir o
sofrimento do paciente.
Com base em tudo o que foi descrito, é possível depreender que o recém-nascido,
através de "pequenos" sinais como a expressãofacial, a movimentação corporal, o choro e o estado de consciência, entre outros, exprime e tenta "comunicar" a dor que ele sente. Dessa forma, os sinais emitidos pelo neonato diante do estímulodoloroso seriam, na verdade, um código de dor, ou seja, uma linguagem. Surge, então, um novo problema: o adulto precisa "reconhecer" ou "decodificar" os sinais de dor emitidos pelo paciente pré-verbal....
tracking img