Resumo da nr 18 - andaimes

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1390 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 23 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Definição

Plataforma de Trabalho Aéreo – PTA é o equipamento móvel, autopropelido ou não, dotado de uma estação de trabalho (cesto ou plataforma) e sustentado em sua base por haste metálica (lança) ou tesoura, capaz de erguer-se para atingir ponto ou local de trabalho elevado.

Requisitos Mínimos de Segurança

A PTA deve atender às especificações técnicas do fabricante quanto a aplicação,operação, manutenção e inspeções periódicas.

O equipamento deve ser dotado de:
a) dispositivos de segurança que garantam seu perfeito nivelamento no ponto de trabalho, conforme especificação do fabricante;
b) alça de apoio interno;
c) guarda-corpo que atenda;
d) painel de comando com botão de parada de emergência;
e) dispositivo de emergência que possibilitebaixar o trabalhador e a plataforma até o solo em caso de pane elétrica, hidráulica ou mecânica;
f) sistema sonoro automático de sinalização acionado durante a subida e a descida.

É proibido o uso de cordas, cabos, correntes ou qualquer outro material flexível em substituição ao guarda- corpo.

A PTA deve possuir proteção contra choques elétricos, por meio de:
a) cabos dealimentação de dupla isolação;
b) plugs e tomadas blindadas;
c) aterramento elétrico;
d) Dispositivo Diferencial Residual (DDR).

Operação

1. Os manuais de operação e manutenção da PTA devem ser redigidos em língua portuguesa e estar à disposição no canteiro de obras ou frentes de trabalho.
2. É responsabilidade do usuário conduzir sua equipe de operação e supervisionar otrabalho, a fim de garantir a operação segura da PTA.
3. Cabe ao operador, previamente capacitado pelo empregador na forma do item 5 deste Anexo, realizar a inspeção diária do local de trabalho no qual será utilizada a PTA.


Antes do uso diário ou no início de cada turno devem ser realizados inspeção visual e teste funcional na PTA, verificando-se o perfeito ajuste e funcionamento dosseguintes itens:
a) Controles de operação e de emergência;
b) Dispositivos de segurança do equipamento;
c) Dispositivos de proteção individual, incluindo proteção contra quedas;
d) Sistemas de ar, hidráulico e de combustível;
e) Painéis, cabos e chicotes elétricos;
f) Pneus e rodas;
g) Placas, sinais de aviso e de controle;
h)Estabilizadores, eixos expansíveis e estrutura em geral;
i) Demais itens especificados pelo fabricante.

A inspeção visual deve contemplar a correta fixação de todas as peças.

É responsabilidade do usuário fornecer ao operador responsável o manual de procedimentos para a rotina de verificação diária.

Antes e durante a movimentação da PTA, o operador deve manter:
a) visão clara do caminho aser percorrido;
b) distância segura de obstáculos, depressões, rampas e outros fatores de risco, conforme especificado em projeto ou ordem de serviço;
c) distância mínima de obstáculos aéreos, conforme especificado em projeto ou ordem de serviço.

O operador deve limitar a velocidade de deslocamento da PTA, observando as condições da superfície, o trânsito, a visibilidade, aexistência de declives, a localização da equipe e outros fatores de risco de acidente.

A PTA não pode ser deslocada em rampas com inclinações superiores à especificada pelo fabricante.

Quando houver outros equipamentos móveis ou veículos no local, devem ser tomadas precauções especiais, especificadas em projeto ou ordem de serviço.

A PTA não deve ser posicionada junto a qualquer outro objetoque tenha por finalidade lhe dar equilíbrio.

O equipamento deve estar afastado das redes elétricas de acordo com o manual do fabricante ou estar isolado conforme as normas específicas da concessionária de energia local, obedecendo ao disposto na NR-10.

A área de operação da PTA deve ser delimitada e sinalizada, de forma a impedir a circulação de trabalhadores.

A PTA não deve ser operada...
tracking img