Resumo carmavais ,malandros e herois

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 17 (4001 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 30 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
O livro começa apresentando uma classificação dos eventos sociais de acordo com a sua ocorrência. São divididos em eventos cotidianos, e aquele fora do dia-a-dia (festas, bailes,reuniões etc.). Esses eventos do dia-a-dia acabam por reunir pessoas de grupos que ocupam o mesmo âmbito social. Já os eventos fora do dia a dia são feitos para a sociedade e pela sociedade estando enquadrados nas normase regras sociais, sendo os denominados rituais.Da Matta ainda faz uma subdivisão dos eventos entre formais e informais.Um exemplo utilizado para fazer analise desses tópicos são o carnaval (considerado como informal) e o dia da pátria (considerado formal). Quanto às vestimentas eles se diferenciam pelo significado do papel expresso por cada uma das duas. No caso do Carnaval, as fantasiarepresentam, para Da matta, como a vontade interior do individuo e não carrega consigo o peso da sua função real. Já no caso do dia da pátria, as fardas representam uma hierarquia e o não uso delas não exclui a responsabilidade de sua função.Quanto aos rituais, não são momentos aparte do cotidiano, e sim, modos de salientar aspectos do mundo diário. Há três tipos de realizar essa salientarão: reforço(paradas militares),inversão (carnaval) e neutralização (igreja). Como diz o autor: “os rituais seriam, assim,instrumentos que permitem maior clareza as mensagens sociais.”O capitulo II apresenta uma forma utilizada para transformar um simples objeto em um símbolo, isso se dá através do deslocamento, ou seja, quando deslocamos um objeto de seu lugar originário, este torna-se então um símbolo. Porexemplo: uma espada quando usada na guerra é apenas uma espada, mas quando pendurada em uma parede torna-se um símbolo que caracteriza o dono do ambiente. Há então, duas formas de deslocamento: a peregrinação e a procissão. A primeira nos remete a idéia de busca por um fim, como uma cura, benção,salvação, etc. Faz também uma generalização do homem, considerando-os como todos filhos de Deus. Já aprocissão, os fiéis não vão até o santo, e sim, o santo ao passar pelas ruas, vai até os fieis. Diluem-se assim as barreiras entre casa-rua (espaço de descanso, intimo, aonde de encontra paz- espaço de trabalho, publico,luta diária).Faz-se então uma analise profunda sobre o carnaval, e todas as suas formas de apresentação: o carnaval de rua, os blocos, os clubes e as escolas de samba. O carnaval de rua écaracterizado por ser de bairro, familiar e aberto ao publico. Os chamados blocos são sólidos e estruturados, não tem a necessidade de causar impacto e reforçam a vizinhança. Já as escolas de samba, apresentam uma forte hierarquia, suas apresentações são sempre luxuosas e exaltam a imagem do nobre. No entanto, os clubes são sempre lugares privados, algumas vezes com venda de ingressos, tornando-opublico, mas só para aqueles que puderem pagar.O autor faz uso do método comparativo para analisar o carnaval americano, mais especificamente o de Nova Orleans, com o carnaval brasileiro. O questionamento básico, feito com relação à esse estudo, seria se encontramos o mesmo fenômeno nesses dois tipo de carnavais, em sociedades completamente diferentes. O carnaval
americano é mais do que umasituação, e sim um lugar, onde sexo deixa de ser considerado pecado e a hierarquização do mundo e das pessoas faz parte da ideologia popular. A primeira distinção entre esses dois modelos a ser destacada seria o fato de o carnaval ser localizado, enquanto o carnaval é generalizado.
Enquanto no Brasil este período é caracterizado por liberdade e anonimato, em Nova Orleans é realizado como sendoexclusivo de uma única classe e sendo dividido em várias Krewes que servem de modelo para a ordem carnavalesca. É importante ressaltar que o carnivalé diferenciado para brancos, negros de classe média e alta e por fim negros pobres. Já no Rio de Janeiro o carnaval se divide em duas categorias: os de rua, formadas por blocos, e o de clubes, que são organizações de classe média à alta. No momento do...
tracking img