Resumo antigona

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1270 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 20 de setembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO - UFOPCENTRO DE EDUCAÇÃO ABERTA E A DISTÂNCIA – CEADCURSO DE PEDAGOGIA – MODALIDADE EAD UNIVERSIADE ABERTA DO BRASIL |
ACADEMICO CIENTIFICO CULTURAL II |
Resumo: Antígona de Sófocles. |
|
Maria Luiza Rodrigues Ribeiro |
8/7/2011 |

Introdução:
Este resumo proposto pelo professor: André Felipe Pinto Duarte tem por objetivo principal o estudo dasobras Antígona de Sófocles e Jean Anouilh. A versão clássica do mito sobre a Antígona é descrita na pelo dramaturgo grego Sófocles, um dos mais importantes escritores de tragédia. Esta obra é uma das três que compõe o que ficou conhecido como Trilogia Tebana, da qual também fazem parte Édipo rei e Édipo de Colono, cada obra faz parte de uma trilogia diferente, mas apenas essas três peças chegaramaos dias de hoje. Para uma melhor compreensão de Antígona faz-se necessário um breve resumo de Édipo rei.
Durante o Período Clássico surgem algumas obras que contarão os mitos da era Clássica, entre elas Édipo rei uma peça grega que conta a historia do jovem Édipo, que quando bebê e deixado pelo pai em uma floresta pendurado em uma arvore pelos pés isso aconteceu porque o pai de Édipo tinha medoque ele o destronasse como foi dito pelo oraculo. Entretanto foi socorrido pelo pai adotivo que o fará rei.
Édipo é condenado a maldição quando descobre o enigma da esfinge, assim o oraculo diz a ele que se casaria com a própria mãe e mataria o próprio pai.
Ele não sabia que era adotado isso levará a grande confusão já que o protagonista da peça tem medo de fazer mal a seus pais adotivos resolveir embora da terra dos seus pais adotivos assim a maldição irá se cumprir.
A caminho de Tebas Édipo encontra com Laio e sua escolta, Édipo se recusasse a dar passagem para o rei. Desconhecendo a verdadeira identidade do rei, Édipo com o auxílio de sua arma, a bengala que o amparava no caminhar, e com grande violência, matou a golpes Laio.
Ao deparar com a esfinge e resolver o enigma, econcedido à mão da rainha para se desposar cumprindo assim a maldição. Tiveram quatro filhos: Etéocles, Polinice, Antígona e Ismena, anos de paz reinaram sob Tebas até que começou a ser assolada por uma peste. Ao saber da verdadeira história revelada por Tirésias, Jocasta, suicida, então Édipo ao seu lado, fura seus próprios olhos sendo expulso da cidade por seus filhos Etéocles e Polinices, partindopara o exílio acompanhado por Antígona.
O trágico destino de Édipo por ser incestuoso, não foi suficiente para diminuir a ira dos deuses. A maldição de seus atos se estende a toda sua descendência, após matar seu pai e relacionar-se com a mãe.
Ao saber da partida de Antígona Polinice, tentou convencê-la a não acompanhar o pai, enquanto Etéocles não fez nada para detê-la. Antígona acompanhou o paiem seu exílio até sua morte. Quando voltou a Tebas, seus irmãos brigavam pelo trono. Ambos chegam ao acordo de revezar ano a ano no poder. Entretanto no primeiro ano, Etéocles descumpre o trato, e Polinices promete vingança. Depois de batalhas sangrentas, um acaba matando o outro simultaneamente.
Tudo isto acontece antes de “Antígona” estes são os acontecimentos que estão descritos em outraspeças, Sófocles escreveu.
Antígona:
Antígona ao chegar a Tebas se depara com o seguinte problema: o novo rei de Tebas, Creonte, decide enterrar Etéocles com todas as honrarias necessárias, já que ele era o rei da cidade. Mas determina que Polinices deva ser deixado insepulto, ao sabor dos urubus e dos cachorros, pois ele era um inimigo da pátria. Pouca coisa era mais sagrada no mundo antigo do que osrituais fúnebres que, na crença popular, garantiam a passagem para o mundo dos mortos.
Desesperada com a sentença que Creonte impôs a seu irmão falecido, Antígona fica em situação difícil: seguir a lei dos homens (decretada por Creonte) ou a lei divina (as mulheres da família devem honrar seus mortos)? Mesmo sabendo dos riscos que corria de ser condenada à morte Antígona escolheu seguir a lei...
tracking img