Resumo aec

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2047 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 8 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Comportamento Verbal
É o que nos diferencia, assim como a cultura.
Linguagens – ideias impregnadas, da qual Skinner discorda.
* Críticas: quem estuda a linguagem pressupõe que ela exista independente do homem; não existe linguagem e sim pessoas que se comunicam, ou seja, a linguagem não existe independente do homem. A ideia não surge do nada!
É um comportamento operante, logo é sensível asmesmas leis de qualquer outro cpto* que não seja verbal. É tudo aquilo que mexe, fala, escreve, aponto etc.
A relação direta com o ambiente não é um cpto verbal. O cpto verbal é uma mediação entre Resposta e Consequência (R – Sconseq). Mediada por outro homem da comunidade verbal. É qualquer estímulo dado que altera o comportamento da pessoa; é cultural. Independe de tempo, espaço e proximidade.Comunidade verbal: pessoa (s) que aprenderam a reagir a estímulos verbais. Não é necessariamente a mesma língua, pois também será capaz de repetir respostas. Ex.: “Cale a boca!” e a pessoa cala; olhar e a pessoa parar de fazer algo.
Precisa dos outros para ser reforçado, a maioria dos reforços vem das relações sociais.
Quem emite – falante
Quem recebe a resp. verbal – ouvinte

Operantes VerbaisEstuda da resposta verbal do falante:

* Tato
Formato descritivo, todo tato É uma DESCRIÇÃO. Compartilhar informação. A resposta é NECESSARIAMENTE verbal. O Estímulo antecedente (Sa) é não-verbal e o Scons é generalizado. Ex.: calor (antecedente), “está calor” (resposta); “é mesmo” (scons)
Aprende a falar por ter sido reforçado na comunidade verbal com muitos reforços generalizados. Importanteanalisar a contingência.
Não é nada mais que falar da sua vida. É o estimulo generalizado social quem ensina a desenvolver o tato. Aprendizado de como descrever o mundo.
NÃO SERÁ TATO SE A CONSEQUÊNCIA FOR ESPECÍFICA
Permite gerar respostas na comunidade verbal, mesmo que a pessoa não tenha participado da observação. É intimo, mas reforçado para falar. Descrição de eventos privados que ninguémnunca viu e nem verá; responsável pela descriminação dos sentimentos. Ex.: falar que foi a uma festa e como foi.
A percepção do nosso mundo privado vem do treino na comunidade verbal – ela quem ensina olhar para eles e descrevê-los/ discriminá-los. Respostas ou estímulos colaterais. Ex.: machucar o joelho, fala que está doendo. Não observa a dor, mas sim o estímulo colateral (o joelho machucado).Identificar o que penso e sinto pela comunidade verbal.

* Mando
Originário de comando. O antecedente é um estímulo aversivo ou um estado de privação. A resposta é verbal e a conseqüência é um reforçador específico.
Ex.: “me dá um copo de água”
R-falar; S conseq- copo d’água; Sant – privação d’água.
Não possui uma forma específica, aparenta comando mesmo. OLHAR para o estímulo ANTECEDENTE. Mandoclaro – pedido direto. O problema é quando é disfarçado, pois tem caráter descritivo – o objetivo é gerar uma conseqüência específica. Ex.: estou com dor de cabeça, mas na verdade quer um remédio.
- Mentira: descrição de um evento que não ocorreu de fato. A mentira é geralmente mando, sobre controle de reforço negativo ou positivo, na maioria das vezes é negativo. A pessoa é reforçada paramentir, relacionado com a contingência. A pessoa falará a verdade quando ela for reforçada a dizê-la, se punir o conteúdo está punindo a emissão de tato.

* Intraverbal
Igual ao tato, em relação a resposta e consequência generalizadora, a diferença está no estimulo antecedente que é verbal. Ex.: “batatinha quando nasce...” “...esparrama pelo chão”
Aquilo que aconteceu na vida de outra pessoa é ditopor um estímulo sem ser pessoal, o estimulo da resposta está sob controle de um antecedente verbal, não é algo que presencia. Ex.: amigo vê que um foi para a China e comenta com um terceiro.
Problema: não nos relacionamos tanto com as pessoas e sim com as palavras e surge a sensação de vazio. Esquece das demais variáveis.
A relação está apenas no verbal, não vivenciou aquilo. É uma relação,...
tracking img