Resenha - o poder "manipulador das mídias"

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1213 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE CATÓLICA DE BRASÍLIA – UCB
PÓS-GRADUAÇÃO – LEITURA E PRODUÇÃO DE TEXTO
DISCIPLINA: LINGUAGEM MIDIÁTICA E GÊNEROS DIGITAIS
PROFESSOR: DRA. CAROLINE RODRIGUES CARDOSO
RESENHA CRÍTICA
23/10/2012

CHARAUDEAU, Patrick. As mídias são manipuladoras? In: ______. Discurso das Mídias. São Paulo: 2009. p. 251-277.

Por: Ivonilda Machado de Oliveira

O PODER “MANIPULADOR” DASMÍDIAS

Patrick Charaudeau é diretor-fundador do Centro de Análise do Discurso (CAD), professor da Universidade de Paris-Nord e autor de várias obras, como Discurso Político e Dicionário de Análise do Discurso, este em parceria com Dominique Maingueneau, cujas publicações em português foram feitas pela editora Contexto.
Em seu livro O Discurso das Mídias, como parte do último capítulo, Charaudeauapresenta um artigo intitulado “As mídias são manipuladoras?” – a pergunta, por si só, já é instigante – onde inicia um questionamento crítico sobre os discursos presentes na sociedade atual a respeito das mídias serem ou não manipuladoras. O autor apresenta inicialmente o ponto de vista daqueles que acusam a mídia de manipulação, que a condenam por sensacionalismo, de deformar osacontecimentos, de correr atrás do furo e de reforçar rumores, tudo isso como forma de mostrar os efeitos nocivos das mídias. Em contrapartida, também mostra o discurso dos próprios meios de informação que se criticam entre si: imprensa e rádio criticando a televisão e, assim, segundo o Charaudeau, “ninguém sai em defesa das mídias”.
Na visão do autor, é preciso cautela antes de se condenar as mídias comomanipuladoras. Manipulação é algo que ocorre no seguinte cenário: um ser com intenção de levar outrem a pensar de forma que lhe traga algum proveito, no entanto, o segundo elemento entra no jogo sem perceber o que está realmente acontecendo. Sendo assim, “toda manipulação é seguida de enganação”, conforme Charaudeau (p. 252).
Diante disso, o autor mostra que, em se tratando das mídias em relação àsociedade, não se pode falar de uma intenção, propriamente dita, de enganar, nem que o público venha a receber as informações com completa ausência de crítica. Para ele, existe uma sutileza ainda maior: a manipulação feita pelas mídias seria algo não intencional, sendo elas mesmas vítimas de manipulações internas e externas, e ao mesmo tempo em que são manipuladoras, são também automanipuladas.Manipuladoras no sentido de que selecionam os acontecimentos com base em tempo (urgência), espaço (imaginário coletivo) e acidente (os dramas humanos), tudo isso relatado mediante um roteiro dramatizante. Para exemplificar, o autor usa o 11 de Setembro de 2001, fato que marcou a história dos Estados Unidos e do mundo, mostrando os aspectos apresentados pelas mídias: “mostrar a desordem; apelarpara a reparação e anunciar a intervenção de um salvador [...]” (p.254). Automanipuladas porque, em função da concorrência, são levadas a desenvolver formas diversificadas de levar as informações no intuito de atrair a atenção do público.
Outro ponto apresentado por Charaudeau é a questão da imagem. Por reproduzir fielmente a realidade, ela produz um efeito de evocação nas pessoas. O público se vêperturbado pelo efeito de transparência da imagem ao interpretar e sentir essa imagem, pois esta se assemelha à própria história do indivíduo ou do grupo. A imagem ao mesmo tempo em que mostra a realidade torna-se um espelho da realidade cidadã. Sendo assim, não é intenção da mídia manipular, mas, por efeitos indiretos, acaba manipulando.
Mais adiante, o autor mostra como se dá automanipulação dasmídias. Segundo ele, há duas maneiras: pressão externa e interna. Como pressão externa, dá destaque para três fatores: atualidade, poder político e concorrência; internamente, as mídias sofrem pressão de suas próprias representações. O jornalista não é propriamente um manipulador, na perspectiva apresentada pelo autor, mas está preso a uma máquina de informar, uma máquina manipuladora.
Na...
tracking img