Resenha sociologia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2022 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de maio de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
[pic]

Universidade Federal Rural do Semi-Árido – UFERSA
Departamento de Agrotecnologia e Ciências Sociais.
Bacharelado em Ciência e Tecnologia.
Disciplina de Sociologia
Aluno: Marcos Vinícius M. de C. Dantas Turno: Noturno, Turma: 5

Resenha

MOSSORÓ-RN

2011

MARTINS, Carlos Benedito. O que é sociologia. 38. ed. São Paulo : Brasiliense,

1994.

Nesta resenha, tem- se comoobjetivo desta resenha compreender e analisar o surgimento e o desenvolvimento da sociologia, bem como buscar entender as principais ideias dos pensadores que tentaram analisar a sociedade em sua época e identificar como os mesmos contribuíram para a criação dessa ciência. Estabelecendo a importância que estes tiveram e têm ainda hoje na compreensão e no estudo da sociedade. Compreendo que asociologia é a ciência da sociedade e das relações sociais. E têm como principal objetivo compreender e explicar as permanências e as transformações que ocorre nas sociedades humanas nos ajudando a entender melhor as questões que envolvem o nosso cotidiano seja de caráter individual ou da sociedade como um todo. A sociologia surgiu como um corpo de ideias a respeito do processo de constituição,consolidação, e desenvolvimento da sociedade moderna. Ela é fruto da Revolução Industrial onde procurou dar respostas às questões sociais impostas por essa revolução que, num primeiro momento, alterou a sociedade europeia e, depois, o mundo todo. A sociologia como “ciência da sociedade” não surgiu de repente ela é fruto de todo um conhecimento sobre a natureza e a sociedade que se desenvolveu a partirdo século XV, quando ocorreram transformações significativas que tiveram como resultado a desagregação da sociedade feudal e a constituição da sociedade capitalista. Essas transformações, a expansão marítima, o comércio ultramarino, a formação dos Estados nacionais, a Reforma Protestante e o desenvolvimento científico tecnológico, estão vinculados umas às outras e não podem ser entendidas de formaisolada. São quatro os representantes mais importantes: Auguste Comte, Karl Marx, Émile Durkheim e Max Weber. Auguste Comte (1798-1857) para o estudo da vida social, Comte sustentava o estabelecimento de leis imutáveis, conforme as ciências físico-naturais. Desse modo, a Sociologia seria a “Física social”, que deveria utilizar em suas investigações o mesmo método sistemático daquelas ciências. Emsuas pesquisas, ele salientou a necessidade de se evitar as crises sociais, ou se possível, de prevê-las. Basicamente, a ciência conduziria à previdência, a qual daria subsídios à ação. Um aspecto característico das idéias de Comte é sua preocupação com a complementaridade necessária da ordem e do progresso na nova sociedade. Para ele, o equilíbrio entre esses dois elementos seria fundamental, jáque os conservadores defendiam a ordem em detrimento do progresso e os revolucionários eram ávidos pelo progresso, deixando a ordem em segundo plano. Transferindo suas idéias para a prática, implantando a ordem e também criando um conjunto de crenças comuns a todos os homens, Comte acreditava que seria possível reverter à situação de desorganização social vivenciada pelas sociedades européias echegar gradativamente ao progresso. Émile Durkheim (1858-1917) compartilhava com Comte a preocupação com a ordem social. Caracterizava a sociedade industrial como que submersa em um estado de anomia, isto é, a ausência de regras claramente estabelecidas que pudessem reger e controlar a conduta dos indivíduos. A partir daí, em uma de suas teses sustentava que o estado de anomia incidia diretamente nocrescente número de suicídios. No período das pesquisas de Durkheim, as constantes crises econômicas, o desemprego e a miséria entre os trabalhadores estavam contribuindo para que o socialismo ganhasse força. Porém, Durkheim não concordava com as teorias socialistas que davam enfoque especial aos fatos econômicos como se eles fossem à raiz da crise. Ele sustentava a idéia de que os problemas...
tracking img