Resenha ratzel

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 3 (621 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de junho de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
RESUMO CRÍTICO

O texto “O solo, a sociedade e o Estado” do geógrafo e etnólogo alemão Friedrich Ratzel (1844-1904) está divido em cinco tópicos que tratam em geral da importância do fatorespacial, o primeiro tópico, O solo e a sociedade, versa sobre dependência do solo em todo gênero que liga o homem a terra, tanto a sociedade como o estado não são concebíveis e são irrepresentáveis semterritório e sem fronteiras. O segundo tópico, Habitação e Alimentação, aborda que há uma “dupla necessidade” na relação da sociedade com o solo: a da habitação e a da alimentação, no qual “o tempo depermanência em um mesmo local varia igualmente segundo as fontes da alimentação”. Ainda no segundo tópico, elucida sobre a tarefa do Estado, no que diz respeito ao solo, o Estado deve resguardar oterritório e aumentar o poder através do comércio e do uso de todos os recursos do solo, ao se fortalecer recua os Estados vizinhos. O terceiro tópico, O solo e a família, nota a família monogâmica como arelação mais simples entre sociedade e o solo, a multiplicação desta família implica na expansão do solo e da necessidade de garantir a integridade do território ocorre a formação do Estado. No quartotópico, O solo e o Estado, o Estado forte deve estar situado num solo bastante povoado, para assim extrair mais “força humana” para sua defesa, ainda neste tópico, Ratzel identifica dois tipos deEstado, aquele que vive no solo que habita e aquele que necessita de mais recursos do que o seu território tem a oferecer (população flutuante estabelece relações com outras terras). No último tópico, Osolo e progresso, o autor conclui que no alcance progressivo do território dos Estados, há um importante “motor do progresso histórico”, ou seja, o progresso da humanidade só é possível graças ao contatodos povos e na sua concorrência, na seleção natural entre as comunidades humanas (ou estados), no sentido darwiniano, é o solo que regula o destino dos povos, que alimenta o egoísmo político,...
tracking img