Resenha pastor

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2360 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de agosto de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
RESENHA DO LIVRO A SUPREMACIA DE DEUS NA PREGAÇÃO
O autor conta que quando ainda jovem ao ouvir uma pregação tocou sua vida, tornando-o um pregador, posteriormente. Para ele ficou claro que a Palavra nunca volta vazia. O livro é dividido em duas partes. Na primeira baseada em estudos apresentados pelo próprio autor no Gordon-Conwell Theological Seminary, em 1988, John Piper traz argumentos afavor da presença da supremacia divina na pregação.A segunda parte da obra foi elaborada a partir de palestras em 1984 no Wheaton College. Os capítulos desta segunda parte são todos baseados nos escritos do teólogo Jonathan Edwards, em que suas ideias e pensamentos são uma grande influência na vida e nos estudos de John Piper. O autor em seu prefácio começa mostrando suas preocupações e experiênciasque como bom e fiel pregador da Palavra de Deus deve ter. É a grandeza da santidade de Deus que tocará o clamor secreto da alma. Piper relatar uma experiência que muito marcou sua vida lhe dando cada vez mais a certeza do seu dever de pregar a Palavra de Deus apresentando Deus em Sua essência, em Sua grandeza, em Sua santidade.

Nas palavras de Piper: “Sua tarefa como pregador não é dar ao povoconselhos moralistas ou psicológicos sobre como se dar bem no mundo, qualquer um pode fazer isso”. Pois a maioria de nosso povo, ainda ele acrescenta dizendo: “Não tem ninguém no mundo que lhes fale, semana após semana, sobre a suprema beleza e majestade de Deus”.

No primeiro capítulo da primeira parte de seu livro em: “Porque Deus Deveria Ser Supremo na Pregação e O alvo da pregação é gloriade Deus”, o autor apresenta um esboço chamado de trinitariano que quer dizer: "que o alvo da pregação é a glória de Deus, a base da pregação é a cruz de Cristo e dom da pregação é o poder do Espírito Santo. E ainda refere-se às palavras do apóstolo Paulo em que diz: "Porque dele, e por meio dele, e para ele são todas as coisas. “A ele, pois, a glória eternamente (Rm 11.36)”.
Seu objetivo ésustentar a supremacia de Deus na pregação. Piper expressa sua tamanha tristeza quanto ao o que as pessoas tiram do culto hoje em dia – “a percepção de Deus, a nota da graça soberana, o tema da glória panorâmica, o grandioso objeto do Infinito Ser de Deus?”

Piper encerra este capítulo dizendo que quando Deus manda proclamar sua Palavra, seu alvo não é o de constranger o homem à submissão, por um atode autoridade crua; seu alvo é tomar nosso afeto com Sua irresistível glória. Assim sendo, se o alvo da pregação é glorificar a Deus então é necessário ter como objetivo uma submissão prazerosa ao reino dele, e não submissão fria.

Segundo capítulo, nos fala sobre “A Base Da Pregação”, Piper adverte dos dois grandes obstáculos para alcançar este alvo de glorificar a Deus na pregação: a justiçade Deus e o orgulho do homem. Piper declara “o que em Deus é justiça, no homem é pecado.
Entretanto há como superar essas dificuldades, a Cruz de Cristo. Realmente a cruz supera todo e qualquer obstáculo que nos impeça de glorificar a Deus. A cruz valida à pregação, sem a cruz não seria possível resistir à irrepreensível Justiça de Deus. A cruz da reconciliação como se referiu o apóstolo Paulo naCarta aos Romanos (Rm 3.23-26). “Deus não seria glorificado com a felicidade de suas criaturas corrompidas”.
Somente o que foi conquistado na cruz de Cristo autoriza na pregação. A base desta proclamação é a cruz de Cristo, porque ela é o poder de Deus para crucificar o orgulho de ambos, tanto dos pregadores como da congregação. A cruz de Cristo sem dúvida não somente valida a pregação e noshabilita a proclamar Sua Verdade, como também provê um fundamento para a humildade da pregação. A cruz de Cristo sempre executará no pregador sua justiça para abater o orgulho do homem no pregador.
Piper encerra com as palavras do apóstolo Paulo que a menos que o pregador seja crucificado, a pregação será esvaziada (1 Co 1.17).

No capitulo que segue, Piper recorda sobre alguns aspectos já...
tracking img