Resenha oscar cullmann

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 22 (5494 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
SEMINÁRIO TEOLÓGICO BATISTA DO NORDESTE.
Curso: Bacharelado em Teologia. Disciplina: Novo Testamento I
Aluno: Moises dos Santos Silva. Professor: Joás Menezes

CULMANN, Oscar – A FORMAÇÃO DO NOVO TESTAMENTO – Oscar Cullmann, tradução Bertoldo Weber. São Leopoldo – RS, Editora Sinodal, 1979.

Oscar Cullmann nasceu em 25 de fevereiro de 1902 em Estrasbourgo, cidadefronteiriça com a Alemanha e sob domínio alemão a quase trinta anos e que mesmo assim ainda mantinha um caráter francês. Seus pais era luteranos e o educaram nessa confissão. Estudou teologia e filosofia clássica, tornou-se instrutor de grego e latim na École de Batignolles em Paris(1924). Foi nomeado, em 1930 em sua cidade pátria, professor catedrático para o Novo Testamento e a história da Igreja Antiga(1930-1938). A cidade de Basiléia (Suíça), para cuja universidade fora chamado em 1938, tornou-se sua pátria adotiva. Simultaneamente exerceu um tríplice múnus em Paris: foi diretor da secção para cristianismo primitivo na Ecole pratique dês Hautes Etudes (desde 1949), professor catedrático na Faculdade de Teologia protestante (desde 1953) foi docente na Sorbonne (desde 1953). Além disso, atendeua freqüentes convites para preleções e conferências nos Estados Unidos da América e em Roma. É um dos mais conhecidos e importantes especialistas do Novo Testamento de nossa época. Foi um dos pioneiros do diálogo ecumênico, granjeando muitos amigos também entre católicos. Sinal disso é ter ele participado como observador no Concílio Vaticano II (1962-1965), na qualidade de hóspede pessoal doVaticano, e ter sido nomeado como teólogo protestante membro do Comitê fundador novo Instituto ecumênico acadêmico em Jerusalém. Sua morte se deu em 1999, aos 96 anos na cidade de Chamonix, França.
Na primeira parte o autor apresenta a história da formação do Novo Testamento, seus textos (manuscristos) e os materiais usados para a criação dos mesmos (papiros ou pergaminhos). O período da formação ostextos que possuímos datam de trezentos anos após a redação dos originais. Os papiros do NT datam do século III, trazendo textos do NT com data aproximada do século IV, todos escritos em grego comum, koiné; apresentam variantes entre si. Resultado de erros involuntários, por falhas do copista, ou ainda no intento de harmonizar textos paralelos ou reduzir as divergências. O Novo Testamento, desdeque foi reconhecido como Sagrada Escritura, foi recopiado com a minuciosidade escrupulosa que inspira o respeito das coisas sagradas, e as variantes foram inseridas e recopiadas com o texto original, assim acontece que o novo texto às vezes se torna ainda mais obscuro que o texto original. A melhor forma de estudar os textos e perceber as variantes entre duas “versões” do mesmo textos é observar alectio difficilior, dificuldade para leitura, ou por causa da gramática ou pela compreensão das idéias, tende a ser o mais próximo do original, uma vez que as variantes tentam tornar os textos mais fáceis de serem compreendidos. Quanto ás datações, os seis manuscritos (B,C,א,A) nos remetem ao século IV, e algumas traduções feitas com base em pergaminhos hoje perdidos e mais antigos fazemreferência ao século II. Portanto, são cronologicamente mais próximos do original. As traduções siríacas devem seu interesse excepcional não somente a sua idade antiga, mas ao fato que o siríaco é uma língua próxima do aramaico palestinense usado por Jesus e os que o cercavam. As citações formam um terceiro grupo de documentos do texto do NT que se acham esparsas nos escritos dos pais da igreja. Raras noséculo II, seu número vai crescendo, desde que o NT, reconhecido como Escritura Sagrada, impôs uma autoridade absoluta. Para a classificação dos documentos de base ,famílias de textos, três textos são apresentados: O texto siríaco; o texto ocidental (também conhecido como siro-latinos); e texto neutro (representa o códice VATICANUS E SINAITICUS). Sobre o texto impresso é apresentada a iniciativa...
tracking img