Resenha - mapas conceituais

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2153 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 9 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
MOREIRA, Marco Antonio. Mapas Conceituais & Diagramas V. Porto Alegre, 2006.103 páginas.



RESENHA EXTRAÍDA DO LIVRO: MAPAS CONCEITUAIS & DIAGRAMAS V
(NOVAS FORMAS)


Rosa Suzana Batista Farias




1 CREDENCIAL DO AUTOR


Marco Antonio Moreira é professor licenciado em Física pelaFaculdade de Filosofia da UFRGS, 1965; Mestre em Física, Área de Concentração: Ensino de Física, Instituto de Física da UFRGS, 1972; Ph. D., Área de Concentração: "Science Education", Área Complementar: Currículo e Instrução, Cornell University, USA, 1977. Áreas de Especialização: Ensino de Ciências (Física); Teorias de Aprendizagem; Pesquisa Educacional; Metodologia do Ensino Superior. Atualmente éProfessor, em regime de tempo integral e dedicação exclusiva, Instituto de Física da UFRGS. Pesquisador 1A, CNPq, desde 1989. Total de Artigos Publicados: 172; Total de Trabalhos Completos em Anais de Congressos: 84; Teses e dissertações dirigidas: 58; Livros Publicados: 26.

2. SÍNTESE DA OBRA

MAPAS CONCEITUAIS
Moreira (2006) ao escrever este livro sobre mapas conceituais & diagramas V dizque: “mapas conceituais são apenas diagramas que indicam relações entre conceitos. Sua existência deriva da estrutura conceitual de um conhecimento”.
É um livro com dois textos independentes, cada um com sua própria estrutura, podendo ser separado um do outro sem problemas de entendimento, porém muito relacionados.
____________________________________
1 Graduada em Licenciatura Plena emLetras pela Universidade Federal do Amazonas; Especialista em Gestão Escolar pela Universidade do Estado do Amazonas; aluna do curso de Mestrado Profissional em Educação e Ensino de Ciências na Amazônia; Professora de Língua Portuguesa da Secretaria de Educação do Amazonas e Coordenadora da Editora UEA da Universidade do Estado do Amazonas.

O primeiro, fala sobre mapas construídos em cimade conceitos e suas interrelações contextuais. O segundo, fala sobre a compreensão da estrutura do processo de produção de conhecimento ou para extrair o conhecimento de artigos de pesquisa, capítulos de livros e outros.
No livro, os mapas apresentados pelo autor mostram vários exemplos de construção de conceitos, desde os mais simplificados, até os mais complexos. Eles podem serconstruídos a partir de qualquer disciplina ou conteúdos e, facilitam a aprendizagem, os conhecimentos.

........................................................................................................................................ Mapas conceituais podem ser traçados para toda uma disciplina, para uma subdisciplina, para um tópico específico de uma disciplina e assim por diante. Existem váriasmaneiras de traçar um mapa conceitual, ou seja, há diferentes modos de representar uma hierarquia conceitual em um diagrama.
........................................................................................................................................

Dessa forma, o autor dá orientações de como traçar um mapa de conceitos para a aquisição de conhecimentos e planejamento de currículosna forma horizontal ou vertical. Além disso, enfatiza que não existe somente um mapa conceitual e sim, outros mapas, traçados a partir de um conceito ou de vários conceitos. Não existem regras fixas e por isso, eles não podem ser vistos como organogramas.
Há uma relação de subordinação entre conceitos, ou seja, conceitos que englobam outros conceitos aparecem no topo do mapa, e os que sãoenglobados por vários outros aparecem na base do mapa. Os conceitos que têm o mesmo nível de generalidade e inclusividade aparecem na mesma posição vertical.
Moreira explica ainda, que alguns mapas mostram diferentes conceitos na mesma posição vertical, isso dá a dimensão de que ele é horizontal, mas na prática se dá prioridade ao ordenamento vertical e o eixo horizontal deve ser interpretado como...
tracking img