Resenha - global economic history

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1199 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 7 de agosto de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Global Economic History
A Very Short Introduction
Robert C. Allen¹

Resenha escrita por Camila Maldonado Franco
Graduanda do curso de Relações Públicas da ECA-USP
F


alando sobre os processos históricos que nos trouxeram ao panorama econômico que vivemos hoje e comentando a história mundial com prisma econômico, o livro de Robert C. Allen baseia a sua análise com extrema riqueza dedados e apresenta seus insights sobre o seu significado no contexto do desenvolvimento eco-nômico. Ao longo do livro, o autor questiona por-que alguns países são ricos e outros pobres e como a Europa passou de apenas um apêndice da economia e do comércio mundial para a cabeça, o núcleo dessas relações comerciais e econômicas.
Um dos aspectos mais interessantes é o fato do autor ter feito umagrande introdução sobre o desenvolvimento econômico das nações sem recorrer a ideologias para apoiar suas ideias. E, além de estudos de caso específicos, o livro traz uma tentativa de explicar de maneira convincente o desenvolvimento econômico em todo o mundo.
Durante a maior parte da história huma-na, a riqueza relativa entre as pessoas não variava muito. Desde os camponeses mais simples dosimpérios antigos até os aborígenes australianos, todos tinham recursos praticamente suficientes para satisfazer as necessidades básicas, vivendo pelo menos na bare bones subsistence, frequentemente mencionada pelo autor como o custo mínimo para manter um ser humano vivo. Mas em certa época a Europa começou a divergir da história econômica comum, alguns países tentaram e conseguiram acompanhar o seudesenvolvimento enquanto outros viveram apenas um lento progresso. Porque foi a Europa, em particular, que cresceu tão rapidamente e o que aconteceu nos outros países é uma questão que o Allen tentou responder.
O primeiro capítulo do livro chama-se Grande Divergência e, como sugere o nome, fala sobre o processo pelo qual o mundo ocidental (a Europa Ocidental e algumas partes do Novo Mundo,especialmente) superou as restrições de crescimento, ultrapassando a gigantesca Ásia.
As principais fontes de renda asiática antes da Revolução Industrial estavam nas indústrias têxteis e metalúrgicas mas, após a revolução, as produções europeias mecanizadas começaram a concorrer fortemente com essas indústrias. Além disso, navios a vapor e ferrovias receberam inovações fazendo com que os custos detransporte caíssem e a economia mundial se tornasse mais integrada. Assim, as empresas ocidentais foram capazes de superar a concorrência. Com o enfraquecimento das industrias na Ásia e no Oriente Médio, as forças de trabalho foram deslocadas para a agricultura, e esses continentes tornaram-se exportadores de commodities ou, em outras palavras, modernos países subdesenvolvidos.
O gráfico abaixo éusado no livro para mostrar a parcela da produção mundial ocupada por cada país. Nota-se que até 1750 as produções asiáticas ocupavam, de longe, a maior parte do gráfico mas, a partir da Revolução Industrial em meados do século XVIII, as produções britânicas e norte-americanas começaram a crescer ao ponto de, no século XX, roubarem o mercado asiático.
O sucesso na economia também teve suasimplicações no desenvolvimento. O cresci-mento da urbanização e da produção rural au-mentou a demanda por trabalho e levou a competitivos mercados, salários altos e a revolução energética, que desenvolveu a energia a carvão afim de vencer os altos custos da lenha. A Inglaterra foi o único país com uma grande indústria de mineração de carvão no século XVIII, que se tornou a opção energética maisbarata do mundo.
Com essa energia muito mais barata do que a mão de obra e os altos salários, os capitalis-tas viram que seria rentável investir em tecnologia, aumentando seu capital através do uso da energia barata. Com mais capital e energia à sua disposição, os trabalhadores britânicos tornaram-se mais produtivos – o que foi o segredo do sucesso econômico, visto que outros países europeus...
tracking img