Resenha do filme tempos modernos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (314 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 5 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
“Tempos Modernos e o modelo taylorista-fordista”

No filme Tempos Modernos foi representada por Charles Chaplin a vida das pessoas dos Estados Unicos em 1930, onde seu personagemtrabalha em uma produção industrial que se baseia na divisão e como era especializado o trabalho feito na linha de montagem.
Essa divisão, onde cada operário é responsável por umpasso do processo fazendo o mesmo processo várias vezes. Como a produção deve ocorrer em um tempo sempre menor possível é exigido o aumento nas repetições do trabalho causando alienação nosoperários. Esse modelo de produção é conhecido como Taylorismo e Fordismos.
No filme, o personagem principal ocorre esse fato onde é um trabalhador da linha de montagem que mesmo forada produção continua executando os movimentos que faz, apertar parafusos.
Marcas dos modelos taylorista-fordista são vistas ao longo do filme, primeiramente a alienação, cada umexecuta uma atividade específica, o individuo fica preso somente em uma atividade sem saber o que está fazendo e a produção em um todo. A ideologia é critica em forma de arte, comedia e ironiapor Charles Chaplin, sendo uma crítica também ao sistema capitalista e o modo de produção de linha de montagem.
A procura do personagem de emprego e sua falta de experiência que não odeixa fixar em um emprego, é uma critica o quanto a produção nos modelos citados trazem alienação e incapacidade aos trabalhores.
No final do filme, quando a amiga que faz durante ofilme e que o ajuda para tentar viver sem emprego, lhe questiona a razão das perseguições, miséria e o desemprego ele simplesmente responde: “Levante a cabeça, nunca abadone a luta”. O queocorre na última cena do filme, os dois não vão contra a capital mas saem da cidade em direção ao campo, ao que parece a estrada em sentido ao contrário, como se voltasse ao tempo.
tracking img