Resenha as ideias de saussure

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas: 5 (1040 palavras)
  • Download(s): 0
  • Publicado: 21 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Universidade Federal de Integração Latino-Americana
Letras-Artes e Mediação Cultural
Epistemes da Linguistica

RESENHA CRÍTICA
As ideias de Saussure, Jonathan Culler- Cap. II

Foz do Iguaçu-PR
Outubro/2012
No capítulo 2 denominado, “A teoria Saussuriana da Linguagem”, extistente no livro “ As idéias de Saussure”, o autor Jonathan Culler, faz uma analise das ideias de Saussure, e iniciaafirmando que Saussure não estava satisfeito com a Linguistica que conhecia. Saussure acreditava que a Liguistica apresentada à ele não tinha um objeto de estudo definido, e afirmou, que a Linguistica “já mais se preocupou em determinar a natureza do seu objeto de estudo. Ora, sem essa operação elementar, uma ciênica é incapaz de estabelecer um método para si própria.”(Curso, 10; Cours, 16).Culler deixa claro que a determinação de um objeto de estudo, defendida por Saussure, é de extrema importância, uma vez que a “a linguagem humana é um fenômeno extremamente complexo e heterogênio”, ele cita como exemplo, “...um simples ato de fala envolve uma extraordinária gama de fatores e poderia ser considerado de muitos pontos de vista diferentes e até mesmo conflitantes”. Assim chegando a algunsquestionamentos próprios para a Linguistica; O que ela examina? O que procura? O que, em si, é a língua?
Em resposta a esses questionamentos, temos a língua como um sistema de signos apresentado por Saussure. Onde os sons valem como linguagem apenas quando comunicam e transmitem ideias, e necessitam incluir-se em um sistema de convenções. Saussure denomina de significante a união de uma formaque o signo significa, e a ideia significada do signo de significado.
Na Linguistica Saussuriana, a relação que une o significado ao significante é marcada pela arbritariedade. De modo geral, podemos dizer que o signo linguistico é arbitrário pois é uma convenção reconhecida pelos falantes de uma língua. “Uma vez que eu fale inglês, posso usar o significante representado por dog para falar de umanimal de uma determinada espécie, mas essa sequência de sons não é mais conveniente para tal propósito do que uma outra qualquer. Lod, ted ou bloop serviriam, igualmente, se fossem aceitas pelos membros de minha comunidade linguistica.”(pag. 14-15). Assim o signo é arbitrário, pois não há elo natural ou inevitavel entre significante e significado, sendo então imotivados. Mas, os signoslinguisticos podem ser motivaodos, ou seja, menos arbitrários, como as onomatopéias, quando o som do sgnificante é imitativo da realidade. É importante lembrar que Saussure resalta que as onomatopeias são pouco numerosas, e de certo modo, elas também são arbitrárias.
Culler deixa claro, que não podemos pensar na língua como uma nomenclatura “ uma relação de nomes arbitrariamente selecionados e ligados a umconjunto de objetos ou conceitos.” Se a lingua fosse assim, seria bem mais facil realizar tradução de uma lingua para outra, e até mesmo o aprendizado de outras linguas ficaria também mais facil. Os significados da lingua não são conceitos já existentes, eles são mutáveis, e possuem variação de uma lingua para outra.
Quando dois falantes de uma lingua, pronunciam uma mesma palavra, cada umproduz um ruido diferente do ponto de vista físico e acustico. Saussure, afirma que esses dois falantes, poduziram o mesmo significante e usaram o mesmo signo, logo concluimos que, “o significante, então, não é a mesma coisa que os ruidos” (pag. 21) sim uma unidade abstrata, totalmente diferente do real.
Saussure, faz uma comparação entre a linguagem e o xadrez, “A forma fisica efetivas das peças e omaterial de que são feitas não têm importancia. O rei pode ser de qualquer tamanho ou formato, contanto que haja meios de distingui-lo das outras peças” (pag.22) e demonstra que as unidades fisicas nao sao importantes, e sim a distinção feita em relação a elas.
Na definição entre sistema linguistico e suas manifestações efetivas, é nos apresentada uma oposição crucial entre langue e parole....
tracking img