Relatorio de estagio

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 13 (3056 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 20 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA
Campus Universitário de Bauru
Faculdade de ciências
Departamento de Educação
Licenciatura em Pedagogia

RELATÓRIO DO
ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO EM EDUCAÇÃO INFANTIL


Relatório parcial da disciplina ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO EM EDUCAÇÃO INFANTIL do Curso de Pedagogia, referente ao primeiro semestre de 2010, ministrada pela Professora Dra.Vera Lúcia Messias Fialho Capellini

BAURU
2011
SUMÁRIO

Introdução........................................................................................................ | 3 |
O estagio na educação infantil | 6 |
Musicalização infantil: projeto de intervenção | 10 |
Metodologia | 12 |
Historia da Escola: CEISA | 13 |
Considerações Finais | 15 |
Anexos | 16 |Referencias | 17 |
| |
| |
| |
| |
| |
| |

Introdução

O estagio na educação infantil, é de suma importância, pois define na pratica tudo que estudamos durante o curso. É o momento em que podemos ver como funciona realmente a educação infantil, o que é necessário para um bom professor poder orquestrar sua turma. Na pratica, a educação funciona de outraforma. É claro que os referencias teóricos e saberes que os professores da faculdade nos passaram, permanecem, e se mostram definitivamente imprescindíveis, mas, no momento do estagio, conseguimos finalmente enxergar o que é ser professor, educador, pedagogo, cuidador. E a importância que essa figura tem na vida de uma criança.
As crianças precisam criar, construir e desconstruir, precisam deespaços com areia, água, terra, objetos variados, brinquedos, livros, jornais, revistas, discos, panos, cartazes, e também espaços cujo objetivo é a experiência com a cultura, a arte e a ciência, de que com freqüência as crianças pequenas são alijadas: mesmo nas grandes cidades, a maior parte dos locais está longe de contemplar as necessidades das crianças de 0 a 6 anos. Falta nos nossos municípiosvalorização de espaços de arte, história e cultura; faltam brinquedos e/em praças e parques; brinquedotecas e locais para crianças pequenas em clubes, museus, bibliotecas, hospitais, postos de saúde, bancos - instituições para onde as levam os adultos por longos períodos de tempo. Mesmo as escolas, creches e pré-escolas precisam de espaços de brincar, garantindo o direito das crianças, e prestandorelevante serviço às famílias.
Um bom professor de educação infantil jamais será esquecido pelo seu aluno, será lembrado e respeitado a todo tempo, por ter ensinado uma criança a mais que simplesmente educação, a viver.
A educação infantil tem papel social importante no desenvolvimento humano e social. A prioridade é a escola fundamental, com acesso e permanência das crianças e aquisição dosconhecimentos, mas a luta pela escola fundamental não contraria a importância da educação infantil – primeira etapa da educação básica – para todos. Campos (1997) sintetizou os principais resultados de pesquisas feitas na Grã-Bretanha, Estados Unidos e América Latina, que avaliaram os efeitos da freqüência a programas de educação infantil sobre o desenvolvimento e a escolaridade posterior de crianças dediversas origens sociais, étnicas e culturais. Concluiu que a freqüência à pré-escola favorece resultados de testes realizados no início da escolaridade formal; as crianças mais pobres parecem se beneficiar mais dessa experiência, sendo a qualidade da pré-escola e da escola essencial. Embora a posição dos países sobre a educação da criança variem com a conjuntura política, para Campos a educaçãoinfantil se configura como uma das áreas educacionais que mais retribui à sociedade os recursos nela investidos, contribuindo para o desempenho posterior. Mas os argumentos mais fortes e contundentes sobre a importância da educação infantil se situam no plano dos direitos sociais da infância, de sua cidadania.

Considerando-se as especificidades afetivas, emocionais, sociais e cognitivas das...
tracking img