Relatorio de atendimento especializado

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 12 (2895 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
1. Dados de identificação:

Nome do aluno: PH
Data de nascimento: 14/12/2005. Idade: 5 anos
Deficiência: cegueira do olho direito e atraso global do desenvolvimento.
Série/ano: 2º período da Educação Infantil ano de 2011.
Escola pública regular da rede de ensino do Município de Ribeirão das Neves
Professora do AEE responsável pela experiência: Lucilene GomesMachado.

2 . Objetivo geral
Promover estratégias de atividades que possibilitem a socialização, o desenvolvimento da autonomia, a comunicação e a aprendizagem do aluno PH.
Segundo Sartoretto e Bersch;

“Estabelecer objetivos para o ensino é de fundamental importância para que as estratégias de aprendizagem sejam adequadamente escolhidas e para que o processo de ensinar sejareavaliado com eficiência pelo professor. Se o professor sabe o que deseja que seus alunos aprendam certamente ficará bem mais fácil criar atividades, selecionar recursos e avaliar. ’’




3. Descrição do caso


PH nasceu em 14 de dezembro de 2005, tem 5 (cinco) anos e foi matriculado no Centro Solidário de Educação Infantil Douglas Ferreira de Freitas, no Município de Ribeirão dasNeves, desde a creche, no ano de 2008. Apresentava-se como uma criança saudável, ativa e feliz. Era afetuoso com todos, em especial com a mãe. Filho caçula de uma família composta de mais dois irmãos já adolescentes, PH entrou para o maternal da escola, em tempo integral, aos dois anos de idade, devido à necessidade que a mãe tinha de trabalhar para manter o sustento da família, pois era arrimo damesma e não dispunha de qualquer ajuda financeira do pai dos filhos. Na escola, interagia com colegas, brincava com os mesmos, subia e descia degraus, bem como nos brinquedos do parquinho. Sempre participava de brincadeiras coletivas demonstrando capacidade de compartilhar os brinquedos que eram disponibilizados pela professora.


No ano de 2009, PH foi atropelado por um carro em frente a suacasa, quando brincava perto da mãe e de outras crianças. Estiveram 66 (sessenta e seis) dias internado no pronto socorro do Hospital João XXIII, em Belo Horizonte, em estado grave, por causa de TCE (Traumatismo Cranioencefálico), contusão pulmonar esquerda e lesão hepática grau II. Ainda no CTI, o estado de saúde da criança se agravou. Devido à aquisição de uma pneumonia associada à HiperatividadeSimpática, ou seja, “limita-se à resposta vaso dilatadora muscular durante o stress mental em pacientes com insuficiência cardíaca avançada” de acordo com Santos (2004) e por isso foi traque ostomizado, ou seja, necessitava de ajuda para desobstrução das vias aéreas em função da retirada de secreção acumulada que dificultava a respiração. “Segundo o relato da mãe: ‘‘PH sobreviveu por milagre apesarda gravidade do seu caso, sua recuperação surpreendeu os médicos”. A situação financeira da família se tornou, após o acidente, bastante crítica, pois a mãe precisou afastar-se do trabalho para acompanhar o filho em sua maratona hospitalar. Contava com ajuda constante de membros da comunidade, recebia cestas básicas para a alimentação, entre outras.


Após o acidente e matriculado no primeiroperíodo, PH passou a ter dificuldades na visão e isso impedia a realização de atividades curriculares, além de outras complicações observadas pela professora como dificuldade de memorizar e reter informações simples, problemas de locomoção, desequilíbrio e não conseguia andar sozinho. Precisava ser carregado no colo para todos os lugares. Além do descontrole do próprio corpo, suas atividades devida diária passaram a serem monitoradas em tempo integral. Não controlava os esfíncteres e por isso necessitava de uso constante de fraldas; a alimentação também dependia de ajuda, bem como toda sua permanência na escola. Para tanto, a direção da escola solicitou à SMED-RN (Secretaria Municipal de Educação de Ribeirão das Neves) uma estagiária para acompanhá-lo. Na sala de aula PH ficava grande...
tracking img