Regiao serrana

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1232 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de abril de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Chuvas causam tragédia na Região Serrana do Rio de Janeiro

Agencia EFE
imprimir
Rio de Janeiro, 13 jan (EFE).- As fortes chuvas dos últimos três dias no Rio de Janeiro, que deixaram pelo menos 381 mortos, provocaram a maior tragédia na história da Região Serrana.
Os deslizamentos de terra não fizeram distinção entre casas de pobres e ricos construídas nos pés das montanhas de uma região comvários atrativos turísticos, como rios, cachoeiras e uma vegetação típica da Mata Atlântica.
Por sua difícil geografia, muitas casas das cidades de Nova Friburgo, Teresópolis e Petrópolis foram construídas em áreas consideradas de risco, apesar das advertências das autoridades.
O secretário de Assistência Social e Direitos Humanos do Governo do Rio de Janeiro, Rodrigo Neves, afirmou nestaquinta-feira que, para evitar novas tragédias, será necessário remover cerca de cinco mil famílias desses municípios que vivem em imóveis ameaçados por deslizamentos.
O governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, garantiu que a ocupação irregular foi a responsável pela "tragédia anunciada".
O aumento da ocupação e da população acontece porque centenas de habitantes do Rio de Janeiro procuram aregião para fugir do calor, tal como fez o imperador D Pedro II há um século.
Além do clima mais agradável, locais turísticos e uma natureza privilegiada, o êxodo rumo à Região Serrana também foi provocado pelo crescimento da indústria têxtil no local, ao ponto de as cidades aparecerem entre as maiores produtoras nacionais de roupa íntima.
A pureza da água que brota das montanhas também atraiu algumascervejarias, que montaram fábricas na região para aproveitar o recurso.
A tranquilidade da região atraiu, inclusive, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF), que montou na cidade de Teresópolis o moderno campo de treinamentos conhecido como Granja Comary.
A desordenada e rápida ocupação mostrou sua vulnerabilidade após um temporal que, em 24 horas, inundou a Região Serrana com mais água queo esperado para todo o mês de janeiro.
Bairros inteiros foram soterrados por toneladas de terra e lama que deslizaram das montanhas e destruíram várias casas, inclusive em condomínios de luxo.
A cidade mais afetada até agora é Nova Friburgo, com cerca de 173.321 habitantes e localizada a 137 quilômetros do Rio de Janeiro, onde foram resgatados 168 corpos.
Foi através de Nova Friburgo quecomeçou a ocupação da região depois que, em maio de 1818, o rei D. João VI anunciou o decreto que permitiu o estabelecimento de uma colônia suíça no Brasil.
Como a maioria dos imigrantes suíços que iniciou a ocupação procedia do cantão de Friburgo, a primeira vila foi batizada como Nova Friburgo. Além dos suíços, também chegaram na região imigrantes alemães e, em menor número, italianos, espanhóis,portugueses, libaneses e japoneses.
Teresópolis, com 137,5 mil habitantes e a 96 quilômetros do Rio de Janeiro, foi batizada com esse nome em homenagem à imperatriz Teresa Cristina, esposa de D. Pedro II, e se destaca pelas paisagens do Parque Nacional da Serra dos Órgãos, uma reserva de 10,5 mil hectares conhecida pelo Dedo de Deus, um pico de 1.692 metros.
A cidade, em que foram contabilizados atéagora 161 mortos, foi criada em 1821 a partir de uma fazenda modelo fundada pelo inglês George March.
Petrópolis, com 286.348 habitantes e a 68 quilômetros do Rio, foi fundada em 1843 por ordem de D. Pedro II, que construiu um palácio na montanha para fugir do calor do verão no Rio de Janeiro.
A cidade também foi ocupada inicialmente por imigrantes europeus, já que o império contratou 238trabalhadores alemães para construírem tanto o Palácio Imperial como outras casas desta cidade, onde nos últimos três dias morreram 39 pessoas pelas chuvas. EFE
A TRAGEDIA CONTADA POR NOTICIAS

Região Serrana do Rio já tem 582 mortes pelas chuvas

Agencia Estado
imprimir
Após nova atualização pela Secretaria do Estado de Saúde e Defesa Civil, feita às 14h25, subiu para 582 o número de mortes...
tracking img