Reforma pereira passos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1391 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 8 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Considerando a trajetória do planejamento urbano no Brasil, a partir do final do século XIX/início do século XX e durante todo período republicano , apresente um determinado período histórico, buscando relacionar: (a) o contexto político, econômico e social do período; (b) princípios/ discursos adotados no urbanismo/planejamento urbano; (c) exemplos de intervenção e seus impactos em algumaimportante cidade brasileira.

No fim do século XIX, o Rio de Janeiro passava por graves problemas sociais, decorrentes, em grande parte de seu rápido e desordenado crescimento, alavancado pela imigração europeia e pela transição do trabalho escravo para o trabalho livre. Com o fim da escravidão a produção cafeeira entrou em recessão e a cidade começou a receber esse grande contingente deimigrantes e ex-escravos atraídos pelas oportunidades que ali se abriam. Entre 1872 e 1890 a população da cidade duplicou, passando de 274 mil para 522 mil habitantes. Esse êxodo gerou um descompasso entre crescimento populacional e geração de emprego e renda. Nesse cenário surgiram os cortiços, habitações insalubres e superlotadas que abrigavam esses novos moradores.
Essa falta de higiene resultava naproliferação de epidemias como febre amarela, varíola e cólera.
Já com o início do século XX a economia brasileira começou a crescer rapidamente e o porto estava ultrapassado para receber a demanda de exportações. Era de urgência agilizar a circulação de mercadorias e dar ao Rio uma fachada de cidade em ascensão, deixando para trás a estrutura colonial que ainda predominava.
Para atender aessa demanda o então presidente Rodrigues Alves nomeou Francisco Pereira Passos para prefeito do Rio de Janeiro.
Pereira Passos estudou na França de 1857 ao final de 1860, onde assistiu a reforma urbana de Paris promovida por Haussmann.
A estada em Paris exerceu profunda influência em Passos.
Em seu retorno ao Brasil em 1860 de dedicou-se a construção e expansão da malha ferroviária brasileira,sob a demanda da economia cafeeira.
Participou da construção da ferrovia Santos-Jundiaí (1867), do prolongamento da Estrada de Ferro D. Pedro II até o São Francisco (1868). Foi consultor técnico do Ministério da Agricultura e Obras Públicas (1870).
Voltou à Europa em 1871, junto com o Barão de Mauá como inspetor do Governo Imperial. Estudou sistemas ferroviários e a convite do Barão dirigiu umaempresa de produções de trilhos e vagões.
Foi nomeado engenheiro do Ministério do Império em 1874, integrou a comissão que apresentou o planos de reformulação urbana geral da capital. O levantamento realizado em 1875 a 1876, seria a base do futuro plano diretor da cidade que ficou conhecido como a reforma de Pereira Passos.
Na ocasião em que Pereira Passos assume a Prefeitura da cidade(1902), oRio de Janeiro, com sua estrutura de cidade colonial,possuía quase um milhão de habitantes carentes de transporte, abastecimento de água, rede de esgotos, programas de saúde e segurança.
Se apoiando nas ideias de civilização, beleza e regeneração aprendidas na Europa, o Rio de Janeiro muda suas feições em 4 anos como nunca antes havia ocorrido.
Entre 1903 e 1906 aconteceram duas grandesreformas principalmente: a modernização da zona portuária degradas e em seguida uma intervenção no Centro histórico.
Suas principais finalidades eram solucionar o problema crônico de distribuição de produtos do porto ao comércio da cidade, criar um espaço de consumo, econômico, político, cultural com ícones que mostrassem fortuna e bom gosto para os padrões da época.







Obras:
•Inauguração do Pavilhão da Praça XV
• Prolongamento da Rua do Sacramento (Centro), trecho que vai da Praça Tiradentes até a Rua Senhor dos Passos
• Inauguração do Jardim do Alto da Boa Vista
• Alargamento da antiga Rua da Prainha (atual rua do Acre)
• Construção do Aquário do Passeio Público
• Obras na rua 13 de Maio
• Início da construção do Teatro Municipal do Rio de Janeiro (inaugurado em 1909)...
tracking img