Redes sociais

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 58 (14413 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 4 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
ISSN 1678-2496N

www.brasiliano.com.br | Março 2011 | edição 64

Engenharia Social:
uma ameaça fraudulenta crescente

Entrevista: SCRM e Programa de Prevenção de Acidentes no Transporte de Cargas Análise: Gestão de Riscos em Supermercados

Créditos da imagem : Benoit Fontaine © 2009 Cirque du Soleil Inc.

Créditos do figurino : Liz Vandal © 2009 Cirque du Soleil

princípios básicosda

Confiança e TéCniCa

GEsTÃo dE riscos

11 5531 6171

www.brasiliano.com.br

info@brasiliano.com.br

Sumário
Ponto de Vista Treinamento Seleção e Treinamento Pessoal para Equipes de Segurança........................07 Análise Projeto Arquitetônico Desenvolvido com Segurança? Como?.......................16 Amônia, Importante para Indústria, mas muitoPerigosa..............................34 Gestão de Riscos em Supermercados: Integração entre Segurança Empresarial e Prevenção de Perdas.........................................................42 Segurança da Informação O Que é Engenharia Social?.................................................................23 Acontece........................................................................................21 Entrevista NovaDivisão de Supply Chain Risk Management - SRCM e Programa de Prevenção de Acidentes no Transporte de Cargas.................................29 Ler&Saber.....................................................................................48

A revista Gestão de Riscos é uma publicação eletrônica mensal da Sicurezza Editora. Rua Barão de Jaceguai, 1768. Campo Belo - São Paulo - SP 04606-004,BRASIL , Diretores | Antonio Celso Ribeiro Brasiliano e Enza Cirelli. Revisão | Ana Paula Deodato. Edição, arte e Diagramação | Agencia BM Design Colunista | Ana Paula Deodato Colaboradores desta edição | Glaucio Menoni Honorato, Gustavo Vedove, Leandro Grzybowski, Luiz Sérgio Lennert, Marcos Altemari de Oliveira e Reginaldo Catarino Brasiliano & Associados Online | www.brasiliano.com.br Blog daBrasiliano & Associados | www.brasiliano.com.br/blog

Ponto de Vista
Fator de Risco Motriz das Fraudes:

Falta de Moral e Ética
As fraudes não são privilégios somente de nossa época ou de nossa sociedade atual. São tristes fatos que vêm se perpetuando pela história do homem e de suas civilizações. Atualmente, as empresas estão percebendo cada vez mais, que as fraudes também não sãoexclusividade de determinadas entidades ou de determinados ramos de negócios. Elas atacam qualquer tipo de organização: seja ocidental ou oriental; seja nacional ou multinacional; seja pública, mista ou privada; seja micro, pequena, média ou grande; seja Sociedade Anônima (S/A), Limitada (Ltda.) ou Cooperativa; seja profissional ou familiar; seja rural ou urbana; seja com ou sem fins lucrativos; seja daárea produtiva, da área comercial ou da área de serviços. Vive-se hoje num mundo culturalmente, economicamente e/ou mercadologicamente globalizado, onde as organizações enfrentam não mais uma concorrência local, regional ou setorial, mas uma concorrência a nível mundial. Nesse contexto, cada esforço desprendido eficazmente, cada economicidade realizada nos processos produtivos fará grande diferença,como também, cada erro, falha, desvio, perda e/ou desperdício será um fardo cada vez mais pesado e difícil de suportar. No Brasil, as fraudes quase nunca eram percebidas devido à elevada inflação, que mascarava as perdas financeiras decorrentes e, também, não levavam os administradores a observar com mais atenção ao problema. As perdas por erros e irregularidades eram incorporadas aos custos daoperação e repassadas ao consumidor. Com a estabilização da moeda brasileira, advinda com o Plano Real, este problema tornou-se visível para a maioria das organizações. A fraude caracteriza-se pela ação intencional e com dolo praticada por agentes internos ou externos, sejam colaboradores diretos da empresa como seus prestadores de serviços alocados dentro do ambiente empresarial, de forma não...
tracking img