Redes sociais

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 17 (4233 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 28 de junho de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
COMUNIDADES VIRTUAIS - Uma abordagem teórica
Raquel da Cunha Recuero
Mestranda em Comunicação e Informação
Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)
Trabalho apresentado no V Seminário Internacional de Comunicação, no GT de Comunicação e Tecnologia das Mídias, promovido pela PUC/RS.

Resumo: O presente trabalho buscar fazer uma reconstrução teórica do polêmico conceito decomunidade virtual e discutir em que medida ele pode ser aplicado diante das relações que surgem entre as pessoas online. Trata de uma reconstrução das principais teorias da sociologia clássica, passando pelas transformações ocorridas com a modernidade e discutindo os principais teóricos que tratam da idéia de comunidade virtual, tratando de seus fundamentos, seus elementos e sua caracterização nociberespaço.
Palavras-Chaves: Comunidades Virtuais, sociabilização no ciberespaço, virtual settlement.

As novas tecnologias de comunicação têm, como é natural, agido de modo a reconfigurar os espaços como os conhecemos, bem como a estrutura da sociedade. A Comunicação Mediada por Computador (CMC) também trouxe as mais variadas modificações para o meio. Com isso, alguns conceitos da sociologia, comoo de comunidade, foram transpostos para os novos fenômenos, recebendo críticas por isso. Com este trabalho, pretendemos fazer uma discussão teórica do conceito de comunidade e sua aplicação aos agrupamentos formados no ciberespaço. Acreditamos, deste modo, poder contribuir para o saudável debate em torno do tema.
Reinventando o Conceito de Comunidade
Historicamente, o ser humano sempre foi umanimal gregário. Para sobreviver e conseguir reproduzir-se, trabalhava em grupos, que mais tarde, evoluíram para as primeiras comunidades. O conceito, no entanto, nunca foi uma unanimidade. Max Weber, quando procurou traçar algumas premissas sobre o assunto, ressaltou que "O conceito de comunidade é mantido aqui deliberadamente vago e conseqüentemente inclui um grupo muito heterogêneo de fenômenos"(1987:79), pois também considerava que a idéia de comunidade compreendia relações muito abrangentes. Os autores clássicos, como Ferdinand Tönies, procuravam conceituar a comunidade em oposição à sociedade. Tönies era inspirado no método galilaico, que era fundado em duas invenções da cultura grega, a teoria das idéias de Platão e a geometria de Euclides. "O método consistia em escolher somente umcaso e livrá-lo das impurezas do mundo observável, a fim de encontrar o princípio de acordo com o qual o caso em questão ‘funcionaria’ em circunstâncias ideais" (Töttö 1985:49). Por isso, Tönies procurou criar um conceito de comunidade "pura", idealizada, oposta ao conceito de sociedade, criado pela vida moderna. Para Tönies, Gemeinschaft (comunidade) representava o passado, a aldeia, a família,o calor. Tinha motivação afetiva, era orgânica, lidava com relações locais e com interação. As normas e o controle davam-se através da união, do hábito, do costume e da religião. Seu círculo abrangia família, aldeia e cidade. Já Gesellschaft (sociedade) era a frieza, o egoísmo, fruto da calculista modernidade. Sua motivação era objetiva, era mecânica, observava relações supralocais e complexas. Asnormas e o controle davam-se através de convenção, lei e opinião pública. Seu círculo abrangia metrópole, nação, Estado e Mundo. Para Tönies, a comunidade seria o estado ideal dos grupos humanos. A sociedade, por outro lado, seria a sua corrupção.
A mudança social, de acordo com Tönies, seria fruto de dois princípios aparentemente conflitantes: o aristotélico de que o homem é um ser social e ohobbesiano, no qual o homem é de natureza anti-social. Estes dois princípios constituiriam a natureza contraditória do homem. O ser humano, portanto, aspiraria à união e ao mesmo tempo, seria contra ela, oscilaria entre a conexão e a separação, o coletivo e o individual. Embora o trabalho de Tönies constitua-se em uma referência, o próprio autor reconhecia que sua obra baseava-se em tipos...
tracking img