Recursos humanos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1715 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 12 de agosto de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
DIVISÃO DO TRABALHO E MANUFATURA





Quando um capitalista reúne na sua fábrica os operários e cada um executa as diferentes operações que criam a mercadoria, ele dá à cooperação simples um caráter todo especial: ele estabelece a divisão do trabalho e a manufatura. A manufatura nada mais é do que um mecanismo de produção cujos órgãos são os seres humanos.

Embora a manufatura sebaseie sempre na divisão do trabalho, ele tem uma dupla origem: em alguns casos, a manufatura reuniu na mesma fábrica os diversos ofícios necessários à produção de uma mercadoria; estes ofícios estavam antes, como todas as atividades artesanais, separados e divididos entre si. Em outros casos, a manufatura dividiu as diferentes operações de um trabalho que antes formavam um todo na produção de umamercadoria, e juntou-as na mesma fábrica.

Por exemplo, uma carruagem, dessas que a gente vê no cinema, era o produto global doa trabalhos de numerosos artesãos independentes como o carpinteiro, o estofador, o costureiro, o serralheiro, o torneiro, o passamenteiro, o vidreiro, o pintor, o envernizador, o dourador, etc. A manufatura de carruagens reuniu todos esses diferentes artífices numamesma fábrica, onde trabalham simultaneamente, colaborando um com o outro. Não se pode dourar uma carruagem antes de estar pronta; se, porém, muitas carruagens são feitas ao mesmo tempo, umas podem ser douradas enquanto outras se encontram em outras fases do processo de produção. A fabricação da agulha, por exemplo, foi dividida pela manufatura em mais de 20 operações parciais, que agora fazem partedo processo de fabricação total dessa agulha. A manufatura, portanto, ora reuniu vários ofícios em um só, ora dividiu um mesmo oficio em muitos.

A força e os instrumentos de trabalho foram também multiplicados pela manufatura, mas ela os tornou terrivelmente técnicos e simples porque foram reduzidos a uma única e invariável operação elementar.

São as grandes vantagens que o capitalrealiza na manufatura ao determinar essas tarefas elementares e repetitivas para diferentes forças de trabalho, pois a força de trabalho ganha muito em intensidade e precisão. Todos aqueles poros, aqueles pequenos intervalos diferentes entre as diferentes fases de um processo de elaboração de uma mercadoria que a gente encontrava no trabalhador isolado, desaparecem, quando, agora, esse mesmotrabalhador executa sempre a mesma operação. O trabalhador daqui para frente não precisa mais passar anos a fio, aprendendo um oficio, o que ele precisa e saber executar apenas uma das muitas operações que formam todo um oficio e essa operação ele aprende em muito pouco tempo. Esta diminuição de custos e de tempo é também uma diminuição de coisas necessárias ao trabalhador, ou seja, uma diminuição de tempode trabalho necessário e um aumento correspondente de sobre-trabalho e mais valia. O capitalista, pois, verdadeiro parasita, à custa do trabalho alheio, cada vez mais rico e o trabalhador, por isso, sofrendo cada vez mais.

Enquanto a cooperação simples, em geral, não pode modificar o modo de trabalhar do individuo, a manufatura o revoluciona inteiramente e se apodera da força individual detrabalho em suas raízes. Deforma monstruosamente o trabalhador, levando-o artificialmente a desenvolver uma habilidade parcial, à custa da repressão de um mundo de instintos e capacidades produtivas, lembrando aquela pratica das regiões platinas, onde se mata um animal, apenas para tirar-lhe a pele e o sebo.

Não só trabalho é dividido e suas diferentes frações distribuídas entre os indivíduos,mas o próprio individuo é mutilado e transformado em instrumento automática de um trabalho parcial, tornando-se realidade, assim, a fábula absurda do patrício romano Menennius Agrippa, em que o ser humano aparece representado por um único fragmento de seu próprio corpo,o estômago. Dugald Steawart chama os trabalhadores de manufatura autômatos vivos, empregados na fração de um trabalho....
tracking img