Reconhecimento materias quimica

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1135 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 8 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
SUMÁRIO


• 1.Introdução...............................................................................02

• 2.Materiais e Métodos................................................................03-09

• 3.Discussões dos Resultados....................................................10

•4.Conclusão...............................................................................11

• 5.Fontes e Bibliografia...............................................................12


1. Introdução

1.1 Reconhecimento e manuseio dos materiais básicos:

• Foi realizado no dia 26/02/2013, o reconhecimento e manuseio dos materiais básicos do laboratório de química, permitindo a observação detalhada dos instrumentos que serão utilizados durante as aulas práticas dequímica. Dentre os materiais estão: bico de Bunsen, tripé, béquer, pipeta graduada, pinça de madeira, Kitassato, pistilo, termômetro, suporte para tubo de ensaio, funil de vidro, pisseta, pipeta volumétrica, pinça tipo tesoura, tubos de ensaio, almofariz, suporte universal, tela de amianto, erlenmeyer, proveta, bastão de vidro, cadinho de inox, garra, buleta, balão volumétrico e vidro de relógio.
2.MATERIAIS E MÉTODOS



• BICO DE BUNSEN: É utilizado no laboratório como fonte de calor para diversas finalidades, como: Aquecimento de soluções, estiramento e preparo de peças de vidro entre outros. Possui como combustível normalmente G.L.P (butano e propano) e como comburente oxigênio do ar  atmosférico que em proporção otimizada permite obter uma chama de alto poder energético.

[pic]* BÉQUER: Utilizado para dissolução ou preparação de soluções à quente, devendo ser protegido do fogo direto pelo uso, por exemplo, de tela de amianto ou aquecimento em banho-maria. Não deve ser empregado para medidas de volumes. Deve ser evitado o uso de bastão de vidro, contra as paredes e o fundo do béquer, pois pode ser quebrado. Dissoluções a frio deverão ser efetuadas no copograduado ou cálice.

[pic]




* KITASSATO: É constituído de um vidro espesso e um orifício lateral utilizado para efetuar filtrações a vácuo. Para esse procedimento o orifício lateral é ligado a uma bomba de vácuo, por uma pequena mangueira e o filtro ajustado a boca do kitassato. A bomba, quando ligada, diminui a pressão no interior do kitassato, e essa diferença entre a pressão externa(atmosférica) e a interna (do kitassato) facilita a passagem da fase líquida pelo material filtrante.

[pic]






* PISTILO E ALMOFARIZ: Utilizado nos processos de pulverização, trituração e mistura de drogas vegetais, sais e outros pós de grande volume. Podem ser de ferro, bronze, mármore ou porcelana (de massa). Almofarizes menores, de porcelana ou de vidro são geralmentedenominados de GRAL. A contusão e a trituração dos sólidos é obtida pelo atrito com o PILÃO ou PISTILO, instrumento que acompanha o almofariz, cuja extremidade ou cabeça, apresenta forma convexa mas aplanada de modo a permitir boa superfície de contato com o fundo deste.

[pic]



• ERLENMEYER: É um frasco de vidro ou plástico que leva o nome do químico alemão, Emil Erlenmeyer. Sua utilização évasta, podendo ser usado para misturas e soluções, mas a sua utilização mais comum é para a titulação, processo que determina a quantidade de uma determinada substância em uma solução.

[pic]











• PROVETA: Usada para medidas não rigorosas de volumes líquidos. As provetas apresentam capacidade que variam de 10 a 2000 mL ou mais. São mais exatas que os copos graduados. As demenor capacidade são graduadas em 0,1 mL, espaçando-se a graduação à medida que sua capacidade aumenta.

[pic]






* BASTÃO DE VIDRO: Serve para agitação e transferência de líquidos.

[pic]



* CADINHO DE INOX: Serve para calcinação e fusão de substâncias.

[pic]




* GARRA OU MUFA: Utilizada para segurar buretas, balões,erlenmeyer, condensadores, funis...
tracking img