Realismo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2154 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 17 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
IFBA - INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA BAHIA

CAMPUS EUNÁPOLIS
CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA INTEGRADO AO ENSINO MÉDIO
















LITERATURA – EÇA DE QUEIRÓS























EUNÁPOLIS
NOVEMBRO/2012
IFBA - INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA BAHIA
CAMPUS EUNÁPOLIS
CURSOTÉCNICO EM INFORMÁTICA INTEGRADO AO ENSINO MÉDIO














LITERATURA – EÇA DE QUEIRÓS












Trabalho apresentado pela equipe à disciplina de Língua Portuguesa ao Curso Técnico em Informática Integrado ao Ensino Médio do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia - Campus Eunápolis como um dos requisitos paraobtenção parcial da nota da Terceira Unidade do ano de 2012.












EUNÁPOLIS
NOVEMBRO/2012

SUMÁRIO




1. INTRODUÇÃO 04
2.1. REALISMO.......................................................................................................................04
2. EÇA DE QUEIRÓS 06
3. CONCLUSÃO 09
4. REFERÊNCIAS 10




1. INTRODUÇÃO


1.1 REALISMO“Não posso pintar um anjo, se nunca vi um”.
O modo mais simples de se definir ou de se entender o que seja Realismo é refletir na frase de Coubert, artista porta-voz do Realismo convicto de que “as coisas são como são”, acima. Com seu inicio na França, por volta da década de 1830, e que, por volta da metade do século ganhou adeptos na Inglaterra. O Excessivo valor à Ciênciaé a influência do quadro que desenrola a eclosão da tendência ao Realismo
Os autores e artistas desse movimento procuraram e ainda procuram seguir a tendência filosófica do Positivismo, denotando força, atitudes objetivas diante da vida, e uma visão pragmática do modo como às coisas devem ser conduzidas, ao observar e analisar a realidade e ao reproduzi-la de forma mais ou menos evidente enaturalista o mundo e os objetos de realidade envolvente. A contemporaneidade é um atributo com que se preocupavam com o momento presente da sociedade em seus contextos políticos e econômicos. Sendo assim, o Realismo reflete a realidade da época em suas nas produções literárias e obras de arte.
O engajamento ideológico faz com que, muitas vezes, a forma e as situações descritas sejamexageradas para reforçar a denúncia social. Com uma linguagem mais simples, sem preocupações estéticas exacerbadas, de modo a abranger um público maior.
A literatura realista se contrapõe com as do romantismo, não havendo envolvimento sentimental, análise dos valores burgueses com visão crítica denunciando a hipocrisia e corrupção da classe, influência dos métodos experimentais, narrativacom muitos detalhes, personagens analisados psicologicamente, não expressava subjetividade na linguagem, assumiam uma postura cientificista em relação aos fatos reais. Os cenários passaram a ser urbanos e o ambiente social passou a ser valorizado ao invés do natural. O amor e o casamento, os quais eram elementos de felicidade no Romantismo, transformaram-se em convenções sociais de aparência. E,sua característica mais marcante, a realidade, fazendo assim justiça ao nome. Onde não houve uma idealização da figura masculina como herói e sim uma exposição do homem que trabalha e que luta para sair de uma condição medíocre.
Sua radicalização rumo à objetividade sem conteúdo ideológico leva ao naturalismo, por isso, muitas vezes, o Realismo e o Naturalismo se confundem.
EmPortugal, teve seu estopim com a Questão Coimbrã, polêmica literária entre Antero de Quental, Antônio Feliciano de Castilho (representante do movimento romântico em ocaso), Teófilo Braga e um grupo de jovens literatos que vinham reagindo contra a degenerescência romântica e o atraso cultural do país, surgindo na década de 1860.
A Questão Coimbrã foi à primeira manifestação de repúdio ao...
tracking img