Rational unified process

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1256 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 6 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Sumário
1. Introdução 2
2. RUP – Conceitos 2
3. RUP – Best Practices 3
3.1 Desenvolver Iterativamente 3
3.2 Gerenciar Requerimentos 4
3.3 Utilizar Arquiteturas Baseadas em Componentes 4
3.4 Modelar Visualmente 5
3.5 Verificação Continua de Qualidade 5
3.6 Controle de Mudanças 5
4. Fases de Desenvolvimento 5
4.1 Concepção 6
4.2 Elaboração 6
4.3 Construção 6
4.4Transição 7
5. Conclusão 7
6. Referências Bibliográficas 8

1. Introdução

O RUP (Rational Unified Process) é uma metodologia para desenvolvimento de software criada pela Rational Software, IBM, SofTeam, Unisys, Nihon Unisys, Alcatel e Q-Labs. O RUP pode ser encontrado na forma de um software, fornecido pela Rational Software, e como um conjunto de processos. Neste trabalhoiremos cobrir apenas aspectos relativos ao conjunto de processos referentes ao RUP, incluindo:

* Conceitos
* Best practices (melhores práticas)
* Fases de desenvolvimento

2. RUP – Conceitos
Como citado anteriormente, o RUP é mais do que um softwares para auxiliar no desenvolvimento é uma metodologia de desenvolvimento, com uma estrutura formal e bem definida. Como qualquermetodologia, é composta de conceitos, práticas e regras.
Um dos principais pilares do RUP é o conceito de best practices (melhores práticas), que são regras/práticas que visam reduzir o risco (existente em qualquer projeto de software) e tornar o desenvolvimento mais eficiente. O RUP define seis best practices, sendo elas:
* Desenvolver iterativamente;
* Gerenciar requerimentos;
*Utilizar arquiteturas baseadas em componentes;
* Modelar visualmente;
* Verificação contínua de qualidade;
* Controle de mudanças.

O RUP, ainda, entrelaça o conceito de best practices em quatro definições, sendo elas:
* Funções: grupos de atividades executadas.
* Disciplinas: áreas de esforço na engenharia de software.
* Atividades: definições de como(objetos/artefatos) é construído e avaliado.
* Objetos/artefatos: resultado do trabalho, produzido ou modificado durante o processo.

Além destas definições, esta metodologia de desenvolvimento divide o processo de desenvolvimento de software em quatro fases (as quais serão discutidas com mais detalhes posteriormente). São elas:
• Concepção: definição do escopo do projeto.
• Elaboração:elaboração básica do software.
• Construção: desenvolvimento.
• Transição:

3. RUP – Best Practices
O RUP tenta diminuir os riscos do desenvolvimento e efetivamente deixar o desenvolvimento mais eficiente, através de seis práticas básicas (conhecidas por best practices) a serem executadas durante todo o processo de desenvolvimento.

3.1 Desenvolver Iterativamente
Desenvolveriterativamente significa desenvolver em ciclos. Cada ciclo é contém um objetivo que deve ser alcançado (lançamento de um prerelease ou beta, correção de um bug, etc).
Esta prática acaba dando ao RUP uma série de vantagens, como a possibilidade de identificar/modificar requerimentos com mais facilidade; integração progressiva (quase continua) de elementos ao software, ocasionando uma melhorano descobrimento e endereçamento de riscos; desenvolvimento iterativo provê aos gerentes maneiras de fazer mudanças táticas aos produtos; etc.

3.2 Gerenciar Requerimentos
Gerenciamento de requerimentos provê uma maneira prática de produzir, organizar, comunicar e organizar os requerimentos de um projeto. Adicionalmente, os casos de uso e cenários descritos nos processo são uma excelenteforma de capturar e assegurar requisitos. O gerenciamento de recursos acarreta um melhor controle sobre projetos complexos, além de maior qualidade e redução de custos.
O RUP é uma metodologia dirigida a casos-de-uso (use-drivencase), de modo que é possível utilizar os mesmos casos de uso definidos no sistema como base para o resto do processo.

3.3 Utilizar Arquiteturas Baseadas em...
tracking img