Psicopatologia - toc

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 19 (4523 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de janeiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Índice

Introdução 1
Psicopatologia do Pensamento 1
Transtorno de ansiedade e Ideias obsessivas 1
Neurose Obsessiva-Compulsiva 3
Evolução Histórica 3
Tipologias clínicas 4
Obsessões 4
Compulsões 5
Resumo do Filme 7
Estudo de Caso 8
Modelo Comportamental 10
A relação funcional entre obsessões e rituais 10
Modelo Cognitivo 11
Crenças disfuncionais na neuroseObsessiva-Compulsiva 11
1) Sobrestimar o perigo e o risco 12
2) Responsabilidade excessiva 12
3) Exagerar a importância dos pensamentos 13
4) Preocupação excessiva com o controle dos pensamentos 13
5) Intolerância à incerteza 14
6) Perfeccionismo 14
Referências Bibliográficas 15

Introdução

Este trabalho tem como objectivo perceber e caracterizar os comportamentos obsessivos ecompulsivos à luz da análise do caso de Melvin em Melhor é impossível. Em primeiro lugar é apresentado um resumo do filme e explicar-se-á de que forma os comportamentos obsessivos e compulsivos se integram nos transtornos do pensamento e nas perturbações de ansiedade. De seguida aprofundar-se-á o transtorno obsessivo-compulsivo e o estudo de caso de Melvin. Por último é apresentado a resposta a estetranstorno pelo modelo cognitivo-comportamental.

Psicopatologia do Pensamento

Transtorno de ansiedade e Ideias obsessivas

O transtorno obsessivo-compulsivo (TOC) ou distúrbio obsessivo-compulsivo (DOC) é um transtorno de ansiedade gerado por pensamentos obsessivos que pode resultar em comportamentos compulsivos. Os pensamentos, imagens, ideias, dúvidas, impulsos que surgem na consciênciafazem parte da actividade cognitiva normal das pessoas. Em geral são neutros, incidindo eventualmente em criatividade e produtividade (Rachman & de Silva, 1978, citado por Cordioli et. al., 2008), no entanto, nestes casos a forma de pensar sobre determinados assuntos leva a um medo “irracional” gerando um grande sofrimento e ansiedade ao sujeito.
A ansiedade é experienciada subjectivamente porum estado emocional de tensão, apreensão, expectativa, insegurança e medo, sendo que a ansiedade patológica é uma resposta desproporcionada a um estímulo, neste caso interno, as ideias obsessivas (Teixeira, 2010). O indivíduo encontra-se sistematicamente apreensivo “na expectativa de que qualquer coisa desagradável e indefinida lhe vai acontecer.” (Teixeira, 2010), esperando que o pior aconteça,nunca baixando a sua guarda contra desastres por ele antecipados (Gleitman, Fridlund e Reisberg, 2009).
Este estado de alerta constante leva a que o indivíduo tenha comportamentos considerados estranhos para a sociedade e neste caso, ainda para o próprio. Na grande maioria das vezes há uma consciência da perturbação, ou seja, o indivíduo reconhece que o pensamento/ideias obsessivas, que se impõemao mesmo contra a sua vontade, têm um carácter absurdo e sem qualquer tonalidade afectiva (Teixeira, 2010). Normalmente trata-se de ideias exageradas e irracionais de saúde, higiene, organização, simetria, perfeição ou manias e "rituais" que apesar da sua luta estas são incontroláveis ou dificilmente controláveis, não conseguindo afastá-las da consciência, com a agravante daauto-indução/ruminação. A ruminação consiste no facto de quanto maior for o esforço pela parte do indivíduo para afastar as ideias obsessivas, mais elas se tornam insistentes. Surgem então os actos compulsivos, na medida em que estes aliviam temporariamente a ansiedade obsessiva por exemplo, alguém que tem ideias obsessivas com limpeza (desencadeadas pela sujidade e medo de contaminação – contraste no conteúdo) poderá tercomportamentos compulsivos de higiene como lavar as mãos constantemente, muitas vezes com o seu próprio “ritual” específico. O que se observa é que muitas vezes as ideias obsessivas surgem “acompanhadas” e não de forma pura (escrúpulos e recordações obsessivas), isto é, no caso do exemplo apresentado em cima as ideias são obsessivo-fóbicas (associam medos fóbicos), podem ser ainda de ideias...
tracking img