Psicologo organizacional

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1758 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 2 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
O que pode fazer o psicólogo organizacional*

A profissão do Psicólogo tem sido objeto freqüente de reflexão, discussão e estudos por parte dos profissionais que a exercem. Estes estudos buscam não só compreender os determinantes histórico-sociais que moldaram o perfil de atuação do psicólogo brasileiro, hoje, como também questionar a sua prática, na perspectiva de construção de um modelo deatuação mais condizente com o potencial de conhecimentos gerados pela Psicologia e com a realidade sócio-política em que ela se insere.
Certamente, como assinalam Pena e Schneider (16), o exercício da Psicologia (aqui entendido como aplicação de conhecimentos psicológicos a problemas humanos) antecede a própria teorização em Psicologia e à sua regulamentação enquanto profissão — esta, narealidade, representa o auge de um processo em que a sociedade reconhece e delimita a especificidade de um grupo ocupacional já atuante e socialmente inserido. Três vertentes distintas marcam as origens da Psicologia enquanto ciência e profissão no Brasil. Uma primeira ligada à produção científica nas Faculdades de Medicina do Rio e Bahia que não tardaram a gerar trabalhos de assistência psicológica apsicopatas, em hospícios. Esses "médicos-psicólogos" (17) não só introduziram entre nós idéias de estudiosos europeus (Freud, Koller), como enveredaram pela aplicação de provas de nível mental, aptidões e outros testes. Uma segunda vertente é a pedagógica, sendo a Escola Normal de São Paulo e, particularmente, o prof. Lourenço Filho exemplos do que havia, entre nós, de mais avançado na compreensãodos fenômenos psicológicos relacionados com a questão educacional. Também aqui observa-se uma nítida predominância da atividade de criar e aplicar instrumentos de mensuração psicológica. A terceira vertente tem origem com os trabalhos do engenheiro Roberto Mange, de seleção e orientação de ferroviários. Os estudos de psicotécnica - psicologia aplicada ao trabalho, teve amplo desenvolvimento não sóno IDORT, mas sobretudo no ISOP, criado por Myra e Lopez no Rio de Janeiro. Todos esses trabalhos foram criando uma massa crítica de profissionais e conhecimentos psicológicos, processo sem dúvida acelerado com a introdução da matéria psicologia em cursos universitários (início dos anos 30) e o surgimento dos primeiros cursos de especialização. "Na década de 40 a Psicologia é amplamentereconhecida, tanto como disciplina científica quanto instrumento para solução de problemas humanos" (12:52).
O surgimento de uma profissão, assim, é produto de uma maturidade dos conhecimentos a serem equacionados, o que ocorre ao longo do processo social que, também, cria as condições que permitem a sua solução (13). Em conseqüência, é nítido o fato de que a legislação regulamenta práticas profissionaisexistentes e consolidadas, geralmente sem uma visão em perspectiva da evolução futura dos conhecimentos na área; assim aconteceu em relação à regulamentação da profissão de psicólogo, cuja legislação define para o novo profissional duas grandes funções: a de ensinar psicologia e o exercício da profissão de psicólogo, cujas atividades privativas seriam a realização de diagnóstico psicológico,orientação e mensuração psicológica para processos de seleção profissional, orientação psicopedagógica e solução de problemas de ajustamento (Lei 4119, art. 13 lº). Tais atividades, evidentemente, guardam estreita relação com o que efetivamente se fazia em termos de aplicação de Psicologia no Brasil. Consolidaram-se, portanto, três grandes áreas de atuação do psicólogo, além do ensino: a clínica, escolare a industrial.
O desenvolvimento dessas três áreas após 1962 não é absolutamente uniforme. Como assinala Gil (12), as áreas de uma aplicação de Psicologia ao trabalho e à educação, embora com uma tradição maior, não foram devidamente contempladas no currículo dos cursos de formação de psicólogos (agora exigência para o exercício profissional) que enfatizavam nitidamente a formação clínica,...
tracking img