Psicologia social

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1913 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
PSICOLOGIA SOCIAL

HUMILHAÇÃO E INVISIBILIDADE SOCIAL

INTRODUÇÃO

O desafio de juntar psicologia e sociologia tente a esclarecer a origem deste fenômeno que é a Invisibilidade Social, fenômeno este ligado à humilhação social, que é sofrido por uma grande parte de nossa sociedade.
Ao analisarmos e compararmos o estudo de um psicólogo que por tanto tempo viveu de perto e na prática o que éser invisível na sociedade em que antes era reconhecido e que passou a vivenciar a humilhação social.
Em entrevista com um profissional que passa por esse tipo de situação de invisibilidade social, o mesmo demonstra a dificuldade de adaptação e compreensão dentre a sociedade atual.
Palavras-chave: Psicologia social, Humilhação social, Invisibilidade social

Humilhação e invisibilidade socialPsicologia Social caracteriza-se não pela consideração do indivíduo, pela focalização da subjetividade no homem separado, mas pela exigência de encontrar o homem na cidade, o homem no meio dos homens, a subjetividade como aparição singular, vertical, no campo intersubjetivo e horizontal das experiências. Não o homem separado, mas sempre um homem: a subjetividade realizando-se sempre do modo maisou menos singular porque um homem aparece em companhia de outros.
Os temas da psicologia social, justamente, incidem sobre problemas intermediários, difíceis de considerar apenas pelo lado do individuo ou apenas pelo lado da sociedade. É este o caso para o problema da humilhação social. Sem dúvida, trata-se de um fenômeno histórico. A humilhação crônica, longamente sofrida pelos pobres e seusancestrais, é efeito da desigualdade política, indica a exclusão recorrente de uma classe inteira de homens para fora do âmbito intersubjetivo da iniciativa e da palavra. Mas é também de dentro que, no humilhado, a humilhação vem atacar. A humilhação vale como uma modalidade de angústia e, nesta medida, assume internamente – como um impulso mórbido – o corpo, o gesto, a imaginação e a voz dohumilhado. O fenômeno histórico que se tornou a humilhação social é ampliado pela desigualdade social existente desde os primórdios do descobrimento do nosso pais, passando pela escravidão e a libertação dos escravos que se viram livres mas sem o básico necessário para se manterem vivos, passando então de escravos a empregados com objetivos de sobreviver.
Esta situação intermediária, situação ambíguada humilhação, fenômeno externo-interno, é o que nos faz encontrar tanto a Marx quanto a Freud, beneficiando-nos do fato essencial de que tanto Marx (atento às determinações econômicas) quanto Freud (atento às determinações puncionais) afinal ensinaram-nos a encontrar o homem em situação inter-humana, o homem havendo-se com os outros homens mais do que com mecanismos. O mecanísmico no homem, que emMarx vem com a mercantilização das relações sociais e em Freud com a formação das pressões inconscientes, o mecanísmico no homem não é um fato natural, mas histórico e intersubjetivo.
A humilhação social conhece, em seu mecanismo, determinações econômicas e inconscientes. Deveremos propô-la como uma modalidade de angústia disparada pelo enigma da desigualdade de classes. Como tal, trata-se de umfenômeno ao mesmo tempo psicológico e político. O humilhado atravessa uma situação de impedimento para sua humanidade, uma situação reconhecível nele mesmo, também reconhecível em seu mundo, em seu trabalho e em seu bairro.
A visão dos bairros pobres às vezes ainda mais impiedosa do que a visão de ambientes arruinados: Não são bairros que o tempo veio corroer ou as guerras vieram abalar, sãobairros que mal puderam nascer para o tempo e para a historia. Um bairro proletário não é feito de ruínas. Ocorre que ali o trabalho humano sobre a natureza e sobre a cidade parece interceptado. No bairro pobre, menos de ruína, o espetáculo mais parece feito de interrupção laçam - se em situações sem suporte, gastam-se no ar, sem resposta são neutralizados. Faltam os instrumentos, faltam os...
tracking img