Psicologia social preconceito

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 13 (3149 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 5 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
PSICOLOGIA SOCIAL
PRECONCEITO, ESTEREÓTIPOS E DISCRIMINAÇÃO.




















SÃO PAULO
INTRODUÇÃO

Cada indivíduo é constituído, dentre muitas coisas, de suas peculiaridades, características exclusivas de sua personalidade, o que nos torna seres diferentes uns dos outros, porém, convivendo no mesmo espaço: a sociedade. A sociedade acaba se tornando uma generalizaçãode certos costumes, que muitas vezes nem sabemos ao certo ao origem e portanto não os questionamos. Assim, os que se comportam de maneira diferente daquilo que é considerado “normal” pela sociedade, acaba sofrendo discriminação e conseqüente exclusão social. Sem a menor justificativa surgem os preconceitos, e são muitos: racismo, homofobia, sexismo, preconceito social, de gênero, e muitos outros.Essa trabalho expõe um pouco da história e algumas teorias sobre o preconceito, estereótipos e discriminação. Serão abordados preconceitos contra os negros, nordestinos e doentes mentais. O embasamento desse trabalho foi feio por meio de pesquisa bibliográfica.


DESENVOLVIMENTO

TEXTO CENTRAL: Preconceito, Estereótipos e Discriminação.

(RODRIGUES, 1.999) A humanidade é constituída porpessoas com características peculiares. Dentro do processo de socialização a convivência ideal seria aquela baseada no respeito pelas diferenças entre as pessoas da sociedade. No entanto já nascemos em uma sociedade com regras estabelecidas e muitas vezes embasadas em pré-conceitos que aumentam a distância entre os que são e os que não são socialmente aceitos.
Toda atitude negativa direcionada auma pessoa ou grupo, baseada em um julgamento sem o menor fundamento é preconceito. Racismo, homofobia, sexismo, preconceito social, de gênero, são algumas dessas atitudes. A discriminação seria a conseqüência do preconceito, que pode se manifestar de modo explícito ou encoberto. Psicólogos Sociais identificam a o estereótipo como a base do preconceito. Seria a atribuição de traços depersonalidade ou comportamentos específicos ao grupo ou membro de um grupo. De maneira funcional, o indivíduo que estereotipa o outro, o faz de maneira simplista, como se assim não precisasse refletir a respeito do que diz, por exemplo, pedir a um europeu que descreva uma mulher brasileira típica:
“mulata ou morena, sensual, com senso de ritmo, bonita, liberada, além de impulsiva, expansiva ecarnavalesca...”. Essa brasileira pode ter sido retratada pelos meios de comunicação, filmes, ou estrangeiros que visitaram o país, mas quantas mulheres brasileiras têm essas características? Esse é um exemplo típico da falta de crítica de quem estereotipa.
Estereotipar pode levar a generalizações incorretas e indevidas, principalmente quando você não consegue ver os traços peculiares do ser humano.
Seria oato de estereotipar uma economia de gastos cognitivos, já que o mundo é tão complicado e o tempo curto para se compreender o outro, e olhar para a verdadeira identidade do ser humano, resumimos em categorias, baseadas em conhecimentos superficiais.
Existe a ativação automática de estereótipos e a ativação controlada. Na ativação automática não temos controle, e as crenças disseminadasculturalmente sobressaem em nossa mente. Logo após essa ativação automática podemos conscientemente avaliar a primeira impressão e então após essa reflexão, a ativação controlada, colocaria um freio na ativação automática. Nesse sentido, romper obstáculos e aceitar o novo é um desafio enorme que requer muita disposição. Por isso, às vezes é mais cômodo para nós, culparmos as pessoas que são consideradasdiferentes para que elas se adéqüem à sociedade, e se esforcem para serem iguais a outras. Isto é, sejam “normais” e desenvolvam um comportamento e ações que se encaixem no que se define como correto, como a verdade.
Rotular é semelhante a estereotipar. Depois que a pessoa é rotulada ela passa a ser vista sempre com a “qualidade” com a qual foi rotulada. Algumas vezes ela mesma passa a se ver...
tracking img