Psicologia social para iniciantes : estudo da interação humana

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1076 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 9 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MONTES CLAROS
Centro de Ciências Sociais Aplicadas
Curso de Serviço Social



RESENHA:
“Psicologia Social para iniciantes: Estudo da interação humana”

Montes Claros - MG
Abril/2012


“Psicologia Social para iniciantes: Estudo da interação humana”

Trabalho apresentado à disciplina de “Psicologia Social”, como exigência para obtenção de nota do curso deServiço Social da UNIMONTES.
Professora: Cassandra

Montes Claros - MG
Abril/ 2012

Resenha do Livro:
“Psicologia Social para iniciantes: Estudo da interação humana”

“Psicologia Social para iniciantes: Estudo da interação humana”, do autor Aroldo Rodrigues tem como finalidade fornecer ao leitor elementos úteis ao entendimento da dinâmica e das características do relacionamentointerpessoal. Nos 13 capítulos que integram o livro, o autor apresenta exemplos que reproduzem situações cotidianas e em seguida, apresenta a relação destas situações com o conhecimento da psicologia social.
No primeiro capítulo, Como é o “social” da psicologia social? O autor acredita que a maioria dos leitores interessados em psicologia social espera encontrar nela elementos que lhes possam facilitar oentendimento e a solução dos graves problemas sociais que enfrentamos na sociedade atual. Explicita também que o objeto principal da psicologia social é o indivíduo e não a sociedade propriamente dita, e o seu objetivo é estudar o poder da situação social e como ele influencia o comportamento grupal ou individual.
“Como conhecemos as pessoas com as quais interagimos” é do que se trata o segundocapítulo deste livro, que aborda o processo de percepção social (percepção de outrem) que segundo Aroldo é influenciado por nossas atitudes, preconceitos, interesses, estereótipos, entre outros.E que através da psicologia social aprendemos como agir para minimizar tais erros.
No terceiro capítulo o autor apresenta três aspectos principais do estudo do “eu” em psicologia social, são eles: Comoconhecemos a nós mesmos denominado aspecto cognitivo que é a introspecção, ou seja, a melhor percepção sobre nós mesmos; Quanto gostamos de nós mesmos, relacionado ao aspecto afetivo, é ele que revela a nossa autoestima. Quanto maior a diferença entre o que somos, e o que gostaríamos de ser maior o sentimento de baixa autoestima; por fim, como nós nos apresentamos aos outros, relacionado ao aspectocomportamental, o autor descreve sobre a introspecção - observação de nossos comportamentos e emoções, e comparação com outros semelhantes para conhecermos a nós mesmos. Portanto, o estudo do eu social é relevante em psicologia social devido sua importância no fenômeno de interação social.
O quarto capítulo aborda o fenômeno que os psicólogos sociais chamam de influencia social, que consiste no fato deuma pessoa induzir outra a um determinado comportamento desejado. Ela deriva, na maioria das vezes, de uma ou mais das seguintes bases do poder social: coerção, recompensa, legitimidade, referência, conhecimento ou informação. A psicologia social estuda os fatores que explicam a influencia social; cabe a quem utiliza esse conhecimento a responsabilidade pelas conseqüências das mudançascomportamentais.
Já no quinto capítulo o autor apresenta o conceito de atitude. “Atitudes são sentimentos duradouros pró ou contra objetos sociais. Nossas atitudes possuem um componente afetivo, um componente cognitivo e um componente comportamental.” O componente afetivo, cognitivo e comportamental são evidenciados em nossas atitudes. E as formação destas atitudes ocorrem de diferentes maneiras.
Comotomamos decisões? O autor descreve que este processo consiste em três fases: a primeira é o conflito, que acontece quando ponderamos objetivamente os prós e contras das alternativas consideradas; o segundo é a decisão propriamente dita, que consiste em optar por uma das alternativas; a terceira é a redução da dissonância, quando tendemos a valorizar os aspectos positivos da alternativa escolhida....
tracking img